Março chegou e anuncia o fim do primeiro trimestre de 2016. Assim, se há uma hora decisiva para colocar em prática aquela promessa de ano novo de começar a fazer exercícios, esta hora é agora!exercício 2 300x300 Chegou a hora de decretar de vez o fim do sedentarismo

Podemos (e vamos) listar aqui inúmeras vantagens para você abraçar de vez a prática de atividades físicas (se é que ainda não o fez ou se vem fazendo sem muito compromisso). Mas, antes de tudo, vale ressaltar que sair do sedentarismo é, disparadamente, uma excelente estratégia para ajuda-lo a alcançar outras metas, tais como:

  • Emagrecer (num programa de perda de peso, a prática de exercícios pode ser até mais importante do que a redução da ingestão de calorias);
  • Ter mais disposição (a realização de atividades físicas libera neurotransmissores, como as endorfinas, que estão relacionadas à sensação de bem-estar);
  • Dormir melhor (movimentar-se ajuda a regular o ciclo circadiano, responsável por nos fazer despertar durante o dia e relaxar à noite, para o devido descanso);
  • Ter mais qualidade de vida (obviamente que, com melhor condicionamento físico e mais disposição, o efeito em cadeia ao seu redor tende a ser grande).

Ainda não está convencido? Veja alguns fatos científicos comprovados em relação à prática desportiva:

– A prática regular de atividades físicas é fundamental para manter bons níveis de cálcio nos ossos, prevenindo a osteoporose;

– A prática de exercícios ajuda a manter a força e a elasticidade dos músculos, protegendo todo o sistema musculoesquelético contra lesões;

– Praticar exercícios de forma regular e bem orientada é essencial para manter o condicionamento cardíaco e proteger o coração;

– O hábito protege também todo o sistema vascular, pois libera substâncias que causam a dilatação e o fortalecimento dos vasos sanguíneos, ajudando a controlar a hipertensão e diminuindo os riscos de AVC;

– Há diminuição dos níveis de estrogênio, hormônio intimamente ligado ao câncer de mama e, por isso, a atividade física também ajuda a diminuir os riscos dessa doença;

– Os exercícios contribuem para a produção regular de insulina e, com isso, ajudam no controle do diabetes;

– Estudos têm demonstrado que pacientes que sofrem de enxaqueca têm significativa diminuição na frequência e/ou intensidade das crises quando passam a praticar atividades físicas com regularidade.