Categorias: Notícias

Descobertas sobre a amamentação

Produzido por
Clínica Vita

Assessoria de Comunicação

Compartilhe

Por Kelly Matosinhos

Nesta semana, a drª Simone Amorim me enviou um link para lançarmos aqui no blog e no Facebook da Clínica Vita. Trata-se de uma campanha do blog Pediatria Brasil em prol do aleitamento materno.
Ponderei que, além de postarmos o link, talvez pudessemos fazer mais: como aqui na Vita reunimos um bom número de profissionais na área da Neurologia Infantil, quem sabe não poderiamos dar mais informações sobre a importância da amamentação para o desenvolvimento da criança nesse aspecto?
A drª Simone topou na hora e, além de responder de pronto às perguntas que, como repórter, eu já faço automaticamente, também me enviou alguns artigos que iriam ajudar no meu dever de casa. Torci o nariz para o calhamaço técnico, claro.

Porém, não sei se pela beleza do tema ou ainda pelo fato de a drª ter tido o cuidado de me enviar leituras provavelmente mais acessíveis a leigos como eu, o fato é que comecei a ler o material sob o ponto de vista da jornalista que vai produzir um texto sobre o assunto e terminei como mãe – uma mãe satisfeita consigo por ter amamentado a cria por 18 meses, dando exclusivamente o peito até o 6º mês  e, principalmente, uma mãe agora motivada a partilhar com outras as suas descobertas empolgantes sobre os benefícios de dar de mamar!

Eis algumas das informações que me fascinaram:

– O aleitamento materno, além de prevenir mortes na infância de forma abrangente, também promove o desenvolvimento da saúde física, mental e psiquíca da criança, com efeitos de curto e de longo prazo.

– Nos últimos 20 anos muitos estudos demonstraram associação positiva entre o aleitamento materno e um melhor desenvolvimento na infância, adolescência e vida adulta, fornecendo evidências de que o leite materno seria um alimento “padrão ouro” para o desenvolvimento do cérebro*.

– Vários componentes e nutrientes do leite materno desenvolvem o cérebro.

– A lista desses elementos é enorme, sendo que eles se complementam mutuamente, favorecendo o crescimento cerebral pelo desenvolvimento bioquímico e funcional ou por meio de mudanças no sistema sensorial que afetam o desenvolvimento*.

– O zinco, o cobre e o selênio têm ação protetora dos neurônios. Iodo e ferro são outros minerais encontrados no leite materno considerados fundamentais para o desenvolvimento e a proteção do sistema nervoso.

– Os ácidos graxos também são citados recorrentemente na lista de componentes importantes do leite materno, pois desempenham papel fundamental nos sistemas que vão permitir o bom desenvolvimento da fala e da aprendizagem (os ácidos graxos   atuam no desenvolvimento da área do cortex cerebral, onde tem um grande papel na formação de sinapses, ou seja, nas conexões entre os neurônios).

– Seguramente, portanto, é possível dizer que o leite materno tem papel importantíssimo na maturação do sistema neurológico da criança. E um bom desenvolvimento motor e cognitivo estão diretamente relacionados com a um bom desenvolvimento neurológico. Assim, é possível afirmar que a amamentação está, sim, relacionada a um bom desenvolvimento neuropiscomotor da criança.

– Pesquisas mostram que a criança amamentada tende a desenvolver a parte motora muito mais cedo que aquelas alimentadas com fórmulas infantis. Proteínas, cálcio, fósforo, magnésio e lactose são os principais nutrientes envolvidos na formação, contração e relaxamento muscular e, assim, no desenvolvimento motor*.

– Ainda não há respostas definitivas quanto à importância da amentação para o desenvolvimento cognitivo, mas o ato de mamar já está associado ao desenvolvimento neurocognitivo, através do exercício da sucção e do contato da pele entre mãe e bebê.

Para quem ainda acha pouco jogar pelo seguro e oferecer o aleitamento materno ao bebê pelo menos até os seis meses de idade, nunca é demais lembrar que, além de influenciar em um bom desenvolvimento neurológico, o leite da mãe também está associado à prevenção de uma série de doenças, tais como: meningite  bacteriana, afecções do trato respiratório, otites, infecções urinárias e diarreias.

Para participar da campanha e saber mais sobre os benefícios do aleitamento materno, siga o link http://www.pediatriabrasil.com.br/2011/01/ajude-promover-o-aleitamento-materno.html

Produzido por
Clínica Vita

Assessoria de Comunicação

Recentes

Paralisia Cerebral: desafios e principais caminhos terapêuticos

A Paralisia Cerebral apresenta características e necessidades individualizadas, que exigem acompanhamento multidisciplinar e ajustado para cada caso. Veja as abordagens…

7 meses atrás

Como a Neuromodulação tem beneficiado pacientes com diversas condições

A Neuromodulação não invasiva tem ajudado pacientes com as mais diversas condições. O procedimento promove a plasticidade cerebral, através da…

7 meses atrás

Critérios para garantir uma aplicação segura de toxina botulínica

Hoje em dia, quase todo mundo já ouviu falar sobre os benefícios terapêuticos da toxina botulínica. Assim como já ocorreu…

1 ano atrás

Sinais, diagnóstico e tratamento da espasticidade na criança

Agora, uma conversa com pais e familiares. Espasticidade é o nome de um sintoma muito prevalente em crianças com comprometimentos…

1 ano atrás

Toxina botulínica: treinamentos com aulas práticas e estudos de casos na Clínica Vita

Não é por acaso que a Clínica Vita é atualmente o maior serviço privado do país na terapêutica com toxina…

1 ano atrás

Clínica Vita abre suas instalações para treinar médicos na terapêutica com toxina botulínica

Clínica Vita oferece treinamento a médicos de todo o país interessados na terapêutica com toxina botulínica na área neurológica. O…

1 ano atrás