Categorias: DestaquesNotícias

Maus hábitos podem levar a estreitamento de canal medular

Produzido por
Clínica Vita

Assessoria de Comunicação

Compartilhe

Estenose é um termo usado em Medicina para caracterizar o estreitamento de uma estrutura tubular. Portanto, um diagnóstico de estenose pode vir de diversas especialidades. A Ortopedia é uma delas.

Para entender como se dá esse quadro na área ortopédica, primeiro é preciso pensar na estrutura que forma a nossa coluna vertebral: vértebras sobrepostas intercaladas por discos e mantidas unidas entre si por meio de ligamentos. Todo esse conjunto de estruturas forma o canal vertebral ou canal medular (onde se encontra a medula).

Assim, a estenose espinhal “nada mais é que o estreitamento ou compressão do canal vertebral”, conforme explica o ortopedista e especialista em cirurgia da coluna Guilherme Foizer. As causas do quadro estão ligadas a fatores congênitos (de nascença) ou adquiridos, devido a desgastes progressivos ou traumas, por exemplo.

O especialista explica ainda que a coluna vertebral sofre desgastes naturais com o envelhecimento, que podem levar à estenose. Alguns dos nossos hábitos, entretanto, podem acelerar esse processo de envelhecimento da coluna.

Entre eles estão o sedentarismo, a obesidade, o tabagismo, os esforços repetitivos e todas as situações que possam causar traumatismos sobre a coluna.

Assim, a prática regular e bem orientada de atividade física, a abstenção do fumo e a observação de uma postura correta nas atividades do dia a dia são os caminhos para evitar a estenose espinhal. Dizendo de outra forma: esses cuidados ajudam a evitar muitas dores, incômodos e perdas funcionais associados à idade avançada, mas que podem surgir precocemente, em consequência do estilo de vida que se adota.

SAIBA MAIS SOBRE A ESTENOSE ESPINHAL

O que é: é o estreitamento do canal espinhal, o que leva à compressão dos nervos ao longo da coluna, resultando em um quadro bastante incômodo.

Sintomas: fortes dores; diminuição de força nos membros superiores e/ou inferiores; diminuição da sensibilidade; e, em alguns casos, dificuldade para controlar os esfíncteres da bexiga e do ânus; impotência sexual.

Diagnóstico: é feito pelo ortopedista, a partir do histórico clínico do paciente e após analisar exames como tomografias e ressonância magnética.

Tratamento: o tratamento inclui medicações para diminuir as dores, com o uso de analgésicos e anti-inflamatórios; além de fisioterapia e acupuntura; modificações das atividades diárias costumeiras, envolvendo postura e movimentações corretas, inclusive para dormir, também são fundamentais nesse processo. Em casos mais severos, pode ser necessária a realização de cirurgias.

Acompanhamento: após a fase aguda são indicados exercícios como caminhadas e hidroginástica.

 

Produzido por
Clínica Vita

Assessoria de Comunicação

Recentes

Paralisia Cerebral: desafios e principais caminhos terapêuticos

A Paralisia Cerebral apresenta características e necessidades individualizadas, que exigem acompanhamento multidisciplinar e ajustado para cada caso. Veja as abordagens…

4 meses atrás

Como a Neuromodulação tem beneficiado pacientes com diversas condições

A Neuromodulação não invasiva tem ajudado pacientes com as mais diversas condições. O procedimento promove a plasticidade cerebral, através da…

5 meses atrás

Critérios para garantir uma aplicação segura de toxina botulínica

Hoje em dia, quase todo mundo já ouviu falar sobre os benefícios terapêuticos da toxina botulínica. Assim como já ocorreu…

1 ano atrás

Sinais, diagnóstico e tratamento da espasticidade na criança

Agora, uma conversa com pais e familiares. Espasticidade é o nome de um sintoma muito prevalente em crianças com comprometimentos…

1 ano atrás

Toxina botulínica: treinamentos com aulas práticas e estudos de casos na Clínica Vita

Não é por acaso que a Clínica Vita é atualmente o maior serviço privado do país na terapêutica com toxina…

1 ano atrás

Clínica Vita abre suas instalações para treinar médicos na terapêutica com toxina botulínica

Clínica Vita oferece treinamento a médicos de todo o país interessados na terapêutica com toxina botulínica na área neurológica. O…

1 ano atrás