Pelo direito de ser fashion!

Produzido por
Clínica Vita

Assessoria de Comunicação

Compartilhe

As inúmeras fotos em seu perfil no Facebook revelam: a moça é sorridente, adora um flash, está sempre antenada às tendências do mundo fashion e não recusa uma boa balada sertaneja.

Porém, aquilo que deveria ser simplesmente típico de uma jovem que acaba de completar 21 anos é, no final das contas, um grande símbolo da persistência de Yume Sugahara para conseguir afirmar seus gostos, desejos e personalidade, em um mundo ainda tão despreparado para as pessoas com necessidades especiais.

Nos últimos meses, uma “briga” tem sido emblemática: as cobranças de Yume para que o elevador de sua loja favorita comece a funcionar. Volta e meia, na rede social, ela conta um novo capítulo dessa história que, infelizmente, até agora, não parece ter sensibilizado quem não sabe o que é ter o seu direito de acesso garantido em tese, mas negado na prática.

Como toda jovem, a Yuyu, como é chamada pela família e pelos amigos, tem uma loja preferida. A sua é a Renner do Center Norte. Por quê? Ora, porque é lá que ela encontra as peças que mais lhe agradam… Afinal, gosto é pessoal e não tem de ser explicado, né?

E o slogan não diz: “você tem um estilo. A Renner tem todos”? Pois é, a Yuyu – que por sinal adora um animal print – encontrou seu estilo por lá.

Só que há meses ela não pode ir à loja porque o elevador está parado. Ao acionar os serviços de atendimento ao consumidor, a resposta tem sido reiteradamente a mesma: a de que é preciso aguardar a liberação de licenças pela Prefeitura para que o equipamento entre em funcionamento. O blog também entrou em contato com a empresa e a informação recebida foi a seguinte: “Na loja temos escada rolante e aguardamos a liberação do Shopping para o funcionamento do elevador”.

Não há, portanto, uma data prevista para que o equipamento seja ligado. Enquanto isso, nada de compras por lá para a Yume.

Sim, há boutiques em seu bairro – de onde, inclusive, ela leva peças para provar em casa. Mas qual é a fashionista que não aprecia também uma boa loja departamentos e não gosta de garimpar peças descoladas entre as seções, apostando em achados de ótima relação custo x benefício?

A Yume curte moda, gente. E quer fazer isso como toda garota de 21 anos faz: quer entrar e sair das lojas, quer ter acesso ao provador; vai escolher, depois vai ao caixa, vai pagar e aí vai para casa feliz da vida, doida para estrear a nova peça. Simples assim, mas não é…

Os desafios impostos pela Síndrome de Leigh, aparentemente, são as maiores batalhas de Yume. Afinal, a doença afeta seu sistema nervoso, impedindo a marcha, a coordenação motora e a fala, enquanto seu sistema cognitivo (isto é, a sua inteligência) segue preservado.

Mas, para além dessa jornada particular, ela também enfrenta uma luta que é coletiva: a de poder usufruir plenamente de espaços públicos e privados, de não encontrar barreiras para exercer sua cidadania e de também ser respeitada como consumidora. São batalhas duras, em várias frentes, e muitas vezes inglórias.

A gente deixa aqui os parabéns à Yuyu pelo seu aniversário e o nosso sincero desejo de que a sua insistência para ver um simples elevador funcionando sirva para ajudar a mostrar o quanto ainda precisamos evoluir como sociedade na atenção para as necessidades de pessoas especiais. Não é favor. É direito de inclusão.

Produzido por
Clínica Vita

Assessoria de Comunicação

Recentes

Paralisia Cerebral: desafios e principais caminhos terapêuticos

A Paralisia Cerebral apresenta características e necessidades individualizadas, que exigem acompanhamento multidisciplinar e ajustado para cada caso. Veja as abordagens…

4 meses atrás

Como a Neuromodulação tem beneficiado pacientes com diversas condições

A Neuromodulação não invasiva tem ajudado pacientes com as mais diversas condições. O procedimento promove a plasticidade cerebral, através da…

5 meses atrás

Critérios para garantir uma aplicação segura de toxina botulínica

Hoje em dia, quase todo mundo já ouviu falar sobre os benefícios terapêuticos da toxina botulínica. Assim como já ocorreu…

1 ano atrás

Sinais, diagnóstico e tratamento da espasticidade na criança

Agora, uma conversa com pais e familiares. Espasticidade é o nome de um sintoma muito prevalente em crianças com comprometimentos…

1 ano atrás

Toxina botulínica: treinamentos com aulas práticas e estudos de casos na Clínica Vita

Não é por acaso que a Clínica Vita é atualmente o maior serviço privado do país na terapêutica com toxina…

1 ano atrás

Clínica Vita abre suas instalações para treinar médicos na terapêutica com toxina botulínica

Clínica Vita oferece treinamento a médicos de todo o país interessados na terapêutica com toxina botulínica na área neurológica. O…

1 ano atrás