Tallita Rezende,
dermatologista

As mãos dão sinais claros quando algo não vai bem no organismo. Aliás, a nossa pele, de uma forma geral, é um importante indicador da nossa saúde sistêmica.

mao 21 Sinais de alerta: o que as mãos podem revelar em relação à saúdeRecentemente, escrevi no meu blog, onde falo sobre pele, saúde e beleza, sobre os cuidados que devemos ter com as mãos e a discrepância muitas vezes existente entre um rosto que procuramos manter bem cuidado e as mãos precocemente envelhecidas, por não receberem a devida atenção nos tratamentos estéticos. Minhas pacientes adoraram o tema e me trouxeram diversas questões.

Isso me fez pensar nesse aspecto importante, que trago hoje para o Blog da Vita: a relação das nossas mãos com a nossa saúde.

Visitas periódicas ao dermatologista podem ser decisivas para a detecção precoce de diversas patologias, a partir do encaminhamento do paciente para as devidas investigações diagnósticas e tratamentos especializados.

Inchaços, vermelhidão e coceira em excesso são sintomas que, para nós, dermatologistas, acendem o sinal de alerta. Quando o problema não se restringe apenas a patologias no campo dermatológico, a conduta inclui a orientação e o encaminhamento do paciente a uma assistência multidisciplinar, envolvendo outros especialistas.

O tratamento adequado e a resolução de problemas sistêmicos, inúmeras vezes, resultam em melhorias no aspecto da pele e, até mesmo, nas respostas a possíveis procedimentos estéticos. Afinal, como sempre insisto, a nossa pele é o maior e mais exposto órgão do corpo, tendo total relação com a nossa saúde global!

As visitas anuais ao dermatologista podem ser cruciais para a detecção e o tratamento precoce de doenças crônicas, que muitas vezes colocam o paciente em risco, de uma forma silenciosa.

Vejamos algumas situações que merecem especial atenção:

Coceira e ardor nas mãos

A coceira nas mãos é um sintoma que não deve ser ignorado pelo paciente, principalmente se as palmas das mãos apresentarem ardência e vermelhidão. Esses são os principais sintomas do eczema (ou dermatite), um quadro crônico, que pode piorar diante de situações de estresse. Existem, porém, quadros dermatológicos que causam coceira nas mãos, mas estão relacionados a micoses nos pés, que também precisarão ser tratadas, para que haja alívio dos sintomas. Além disso, sintomas como coceira e ardor nas mãos também podem estar relacionados à má circulação e/ou à compressão de nervos.

Pele grossa com placas

Palmas das mãos com pele grossa e com placas esbranquiçadas são um sinal importante de psoríase. Diferentemente do que a maioria das pessoas acredita, essa patologia não afeta somente a pele. Sem tratamento e acompanhamento adequados, ela pode comprometer as articulações, além de aumentar o risco de determinados problemas cardíacos.

Inchaço nas mãos

O inchaço nas mãos ou nos dedos pode significar desde reações ao clima, como no caso do eritema pérnio (problema comum em pacientes que moram em locais que atingem baixas temperaturas no inverno), até situações como hipotireoidismo (funcionamento inadequado da glândula tireoide) e hipertensão, por exemplo. A análise clínica junto à anamnese (entrevista feita pelo médico), para melhor conhecimento do histórico e dos indicadores do paciente, são fundamentais para a investigação diagnóstica e o correto encaminhamento aos exames completamentes e ao tratamento adequado.

Dedos azulados e mãos frias

Extremidades dos dedos azuladas e mãos geladas são sintomas importantes da doença de Raynaud, um problema temporário que restringe o fluxo sanguíneo para as mãos ou outras extremidades, como os pés. É mais comum em mulheres e seus gatilhos mais comuns são as baixas temperaturas e o estresse. A doença não tem cura, mas deve ser acompanhada de perto, a fim de avaliar o comprometimento da circulação sanguínea.

Bolhas entre os dedos

Elas podem ser simplesmente resultantes de um atrito intenso entre a pele e uma outra superfície. Mas, se são persistentes e pequenas, localizadas principalmente nas laterais dos dedos, merecem atenção. Esse é um dos principais sintomas de um quadro chamado disidrose. Apesar de nem sempre ser possível determinar a causa, acredita-se que grande parte dos casos esteja relacionada ao estresse ou ao suor excessivo.

Unhas “enfraquecidas”

Unhas quebradiças e com alterações na colocação podem tanto estar sendo alvo de problemas como fungos e micoses, como também podem ficar nesse estado como consequência de importantes deficiências nutricionais. A anemia (falta de ferro no organismo) é um dos problemas que costumam refletir na saúde das unhas. Problemas renais e pulmonares também podem interferir no aspecto dessas estruturas.

Feridas nas mãos
Erupções ou manchas avermelhadas nas palmas das mãos podem ser sintomas de doenças sexualmente transmissíveis, como a sífilis. A doença se espalha pela pele ou por membranas mucosas. Os sintomas aparecem também nas solas dos pés e na garganta e, em geral, se manifestam por apenas alguns dias. Se não for diagnosticada e tratada, a doença pode danificar vários órgãos, incluindo o cérebro, nervos, olhos, coração, fígado e articulações.