Categorias: DestaquesNotícias

Suor excessivo no couro cabeludo também é tratado com toxina botulínica

Produzido por
Clínica Vita

Assessoria de Comunicação

Compartilhe

O programa Bem Estar e o portal G1, ambos da Rede Globo, levaram ao ar, na última semana, uma reportagem com um tema para lá de interessante: o uso da toxina botulínica para combater o excesso de suor no couro cabeludo, problema que cientificamente é chamado de hiperidrose. Esse é um tema que merece ser aprofundado.

Segundo a dermatologista Tallita Rezende, a hiperidrose acomete cerca de 1% da população mundial, sendo mais frequente nas axilas, nas palmas das mãos e plantas dos pés, mas podendo acometer outras áreas, como face, virilhas, mamas e o próprio couro cabeludo, conforme relatou a matéria.

A toxina botulínica pode ser utilizada para combater o suor em excesso no couro cabeludo.

Nos últimos anos, a toxina botulínica tem se firmado como uma saída bastante eficaz para ajudar quem sofre com o suor excessivo. “Esse é um problema que causa muitos incômodos e constrangimentos para os pacientes”, observa a médica.

Tallita ressalta, porém, que o uso terapêutico da toxina botulínica restringe-se aos casos em que, comprovadamente, o paciente apresenta níveis muito elevados de sudorese. Descarta-se, portanto, o uso da terapêutica simplesmente para evitar que o suor desfaça o penteado na academia ou que as axilas fiquem suadas durante os treinos. Afinal, essas são reações normais do organismo.

“O suor é um mecanismo importante de eliminação de toxinas e de equilíbrio da temperatura do nosso corpo. Intervenções para controlar isso só são indicadas quando a sudorese está fora dos níveis fisiológicos, levando o paciente a sofrer diversos prejuízos psicossociais”, explica a especialista.

Na cabeça, a hiperidrose se caracteriza pelo suor intenso no couro cabeludo, podendo acometer ainda a região frontal (testa), a face, a nuca e também o pescoço. A sudorese pode ser predominantemente noturna, chegando a molhar a roupa de cama e comprometer a qualidade do sono. Mas o problema também pode aparecer durante o dia, desencadeado por alguns fatores ambientais e emocionais.

Genética, obesidade e ansiedade também são outros fatores que contribuem para a hiperidrose.

Além da tendência genética, a obesidade é um fator que favorece o aparecimento da hiperidrose, de acordo com a dermatologista. Fases de grande estresse, assim como quadros psicoemocionais, como os transtornos de ansiedade e fobia, também podem levar ao surgimento do sintoma.

O tratamento com a toxina botulínica é feito com a aplicação da substância diretamente no couro cabeludo ou em outras áreas afetadas. Geralmente, cerca de 48 horas após a aplicação, o paciente já começa a notar a diminuição do suor. O efeito dura cerca de seis a oito meses, podendo chegar até a um ano.

“Esse é um tratamento que tem um grande impacto na qualidade de vida do paciente, que passa a se sentir mais confortável e mais confiante nas suas atividades cotidianas”, observa a médica, ressaltando que o tratamento para a hiperidrose deve ser sempre realizado pelo dermatologista, após uma cuidadosa avaliação diagnóstica, para excluir outras doenças que podem causar o aumento da sudorese.

Além da toxina botulínica, existem alternativas de medicações tópicas e orais para tratar a hiperidrose, e também a possibilidade cirúrgica (simpatectomia). Somente um especialista pode determinar qual é a abordagem mais indicada para o quadro apresentado por cada paciente.

Produzido por
Clínica Vita

Assessoria de Comunicação

Recentes

Paralisia Cerebral: desafios e principais caminhos terapêuticos

A Paralisia Cerebral apresenta características e necessidades individualizadas, que exigem acompanhamento multidisciplinar e ajustado para cada caso. Veja as abordagens…

8 meses atrás

Como a Neuromodulação tem beneficiado pacientes com diversas condições

A Neuromodulação não invasiva tem ajudado pacientes com as mais diversas condições. O procedimento promove a plasticidade cerebral, através da…

9 meses atrás

Critérios para garantir uma aplicação segura de toxina botulínica

Hoje em dia, quase todo mundo já ouviu falar sobre os benefícios terapêuticos da toxina botulínica. Assim como já ocorreu…

1 ano atrás

Sinais, diagnóstico e tratamento da espasticidade na criança

Agora, uma conversa com pais e familiares. Espasticidade é o nome de um sintoma muito prevalente em crianças com comprometimentos…

1 ano atrás

Toxina botulínica: treinamentos com aulas práticas e estudos de casos na Clínica Vita

Não é por acaso que a Clínica Vita é atualmente o maior serviço privado do país na terapêutica com toxina…

1 ano atrás

Clínica Vita abre suas instalações para treinar médicos na terapêutica com toxina botulínica

Clínica Vita oferece treinamento a médicos de todo o país interessados na terapêutica com toxina botulínica na área neurológica. O…

1 ano atrás