Novidades na Clínica Vita: em plena semana em que se comemora o Dia do Terapeuta Ocupacional (13/10), a gente vem aqui no blog dar os nossos parabéns a esses especialistas tão importantes nos processos de reabilitação e dividir, com nossos leitores, a alegria de contar com mais essa especialidade na nossa equipe multidisciplinar.

Isso mesmo, pessoal! Agora já temos Terapia Ocupacional na Clínica Vita – contando, inclusive, com a possibilidade de confecção de órteses de membros superiores em consultório.

TO 1 Uma especialidade com foco na autonomia do paciente

“Nas abordagens da Neurorreabilitação, essa expertise (a Terapia Ocupacional) representa uma frente de ação muito importante”, ressalta a diretora clínica Simone Amorim, que lidera uma equipe que já conta com especialidades como: Neurologia, Neurologia Infantil, Neurofisiologia, Fisiatria, Enfermagem, Fonoaudiologia, Neuropsicologia e Psicologia.

O conceito de Neurorreabilitação, que norteia os trabalhos multidisciplinares da Clínica Vita, visa oferecer ao paciente com quadros crônicos na área neurológica os suportes terapêuticos necessários para a melhora, evolução e/ou adaptação, dentro das condições clínicas de cada indivíduo assistido.

TO2 Uma especialidade com foco na autonomia do paciente

Nessa linha, Simone ressalta a relevância do foco no ganho de autonomia pelo paciente, proporcionado pelo acompanhamento do terapeuta ocupacional: desde a avaliação em consultório, passando pela indicação (se necessário) de equipamentos e acessórios que facilitam a vida cotidiana, pela realização e prescrição de exercícios funcionais e podendo, até mesmo, dar suporte para as adaptações necessárias no ambiente físico pelo qual o paciente circula.

“Ajudar o indivíduo a se adaptar o melhor possível ao seu ambiente e a progredir na sua funcionalidade, tornando-se mais independente, dentro de suas possibilidades de ação, é fundamental quando temos em vista a qualidade de vida do paciente e a de seus familiares. Junto com cada conquista há também enormes ganhos na autoconfiança e na autoestima, beneficiando todo o processo de tratamento”, sublinha a médica.