Verão reúne diversos gatilhos para quem tem enxaqueca

Produzido por
Clínica Vita

Assessoria de Comunicação

Compartilhe

Dias quentes e ensolarados são sinônimos de diversão para a maioria das pessoas. Menos para aquelas que sofrem de enxaqueca crônica. Para essas, muitas vezes, a estação representa um período penoso, com aumento da frequência das crises. Alguns cuidados, no entanto, ajudam a passar pela estação sem maiores sofrimentos.

Indivíduos que sofrem de enxaqueca são geralmente mais sensíveis a determinados estímulos sensoriais. Claridade e calor intensos devem ser evitados, sempre que possível. Por exemplo: planejar as saídas e os deslocamentos para períodos mais frescos do dia; adotar o uso de chapéus e óculos escuros, não só na praia, mas no dia a dia; usar roupas e calçados arejados e confortáveis.

A hidratação é outro ponto crucial para os enxaquecosos. A transpiração faz o corpo perder líquidos e sais minerais. Diante dessa carência, uma das primeiras reações de alerta do organismo costuma ser a dor de cabeça, sobretudo naqueles indivíduos já propensos a esse quadro. Carregar uma garrafinha com água mineral é, portanto, item obrigatório de prevenção.

A ingestão de outros líquidos que não sejam água já exige certos cuidados. Aqueles que contenham álcool são contraindicados, justamente porque essa substância leva à desidratação das células e também predispõe mais o organismo à hipoglicemia, situações que costumam culminar em dores de cabeça. Pela mesma razão, bebidas açucaradas, sobretudo as industrializadas, também podem ser gatilhos para a dor.

Sucos naturais de frutas e chás gelados sem açúcar costumam ser mais indicados para essas pessoas. Mas o autoconhecimento é um fator importantíssimo para os enxaquecosos, que muitas vezes podem ser sensíveis também a determinadas frutas e vegetais. Tudo passa também pela auto-observação.

Em seguida, vêm os cuidados com os petiscos. Alimentos gordurosos e industrializados devem ser preteridos. Pessoas propensas à enxaqueca reagem mal a eles.
Tratamento

A especialista em neurofisiologia cerebral, Simone Amorim, que trata de muitos pacientes que sofrem de enxaqueca crônica, lembra ainda que o controle do quadro é multifatorial e passa, necessariamente, pela revisão de diversos hábitos e estilos de vida.

“Sabemos, por exemplo, que a prática regular e bem orientada de atividade física, o controle nutricional, a qualidade do sono, tudo isso interfere na frequência e na intensidade das crises”, pontua.

A médica observa, também, que o tratamento com a toxina botulínica é hoje apontado como padrão ouro como medida profilática contra as crises.

“Este é um período do ano especialmente interessante para a realização desse procedimento, pois é quando muitas pessoas tomam a resolução de adotar novos hábitos e de fazer mudanças importantes que beneficiem a saúde e a qualidade de vida. Mas para o enxaquecoso, muitas vezes esse start é difícil, por causa da presença constante das dores e do mal-estar, sobretudo no calor do nosso verão. Aí a toxina botulínica pode entrar como uma grande aliada, afastando imediatamente as crises e permitindo que a pessoa tenha condição de se reprogramar para um novo estilo de vida”, observa.

A médica salienta que hoje não existe um remédio que cure a enxaqueca. Existe um conjunto de abordagens que, combinadas, proporcionam à pessoa que sofre desse problema a possibilidade de afastar e controlar as crises. “É um trabalho em conjunto entre médico e paciente”, define a especialista.

Produzido por
Clínica Vita

Assessoria de Comunicação

Recentes

Paralisia Cerebral: desafios e principais caminhos terapêuticos

A Paralisia Cerebral apresenta características e necessidades individualizadas, que exigem acompanhamento multidisciplinar e ajustado para cada caso. Veja as abordagens…

4 meses atrás

Como a Neuromodulação tem beneficiado pacientes com diversas condições

A Neuromodulação não invasiva tem ajudado pacientes com as mais diversas condições. O procedimento promove a plasticidade cerebral, através da…

5 meses atrás

Critérios para garantir uma aplicação segura de toxina botulínica

Hoje em dia, quase todo mundo já ouviu falar sobre os benefícios terapêuticos da toxina botulínica. Assim como já ocorreu…

1 ano atrás

Sinais, diagnóstico e tratamento da espasticidade na criança

Agora, uma conversa com pais e familiares. Espasticidade é o nome de um sintoma muito prevalente em crianças com comprometimentos…

1 ano atrás

Toxina botulínica: treinamentos com aulas práticas e estudos de casos na Clínica Vita

Não é por acaso que a Clínica Vita é atualmente o maior serviço privado do país na terapêutica com toxina…

1 ano atrás

Clínica Vita abre suas instalações para treinar médicos na terapêutica com toxina botulínica

Clínica Vita oferece treinamento a médicos de todo o país interessados na terapêutica com toxina botulínica na área neurológica. O…

1 ano atrás