Categorias: ArtigosDestaques

A importância do convívio entre as diversas gerações

Produzido por
Compartilhe

Anna Carolina Peres,
geriatra.

Quando foi a última vez que você fez uma refeição junto de seus familiares mais velhos (pai/mãe/avós)? Se sua resposta é “não lembro” ou “faz tempo”, este artigo é para você.

Atualmente, com a tecnologia cada vez mais presente, as relações têm se tornado mais virtuais e menos pessoais. Mesmo quando estamos sentados a mesma mesa, cada pessoa está usando seu celular e com os pensamentos distantes…

Criam-se neste cenário relacionamentos superficiais, mesmo dentro das famílias, e com isso há consequências para todos:

  • Diminuição das afeições entre pais e filhos;
  • O idoso, que antes era quem transmitia conhecimentos, é gradualmente substituído pelos ensinamentos rápidos e práticos da Internet.

O distanciamento entre as gerações (criança – adulto – idoso) acaba por intensificar alguns mitos ou estereótipos, que a própria sociedade criou para cada faixa etária:

  • Na infância, os mitos são os de que elas só aprendem e nada ensinam;
  • Na adolescência, há a famosa “aborrescência” e a hiperssexualidade;
  • Na fase adulta, o principal mito é o de que os adultos se preocupam apenas em trabalhar e ganhar dinheiro;
  • Já os idosos são considerados pessoas infantilizadas, mal-humoradas e teimosas. Fase onde ocorrem apenas perdas.

A convivência de pessoas de diferentes faixas etárias previne esses preconceitos, promovendo tolerância e respeito, além de ressignificar alguns papéis. O idoso, em especial, volta a adquirir a sua função de transmitir vivências e conhecimentos adquiridos.

Todas as pessoas, sejam crianças ou idosos, podem aprender umas com as outras. A construção de uma sociedade mais justa e solidária, com valorização do ser humano, depende do aumento das relações intergeracionais.

Vamos combinar um almoço em família? Mas que todos desliguem os celulares durante a refeição, heim?!

Essa publicação foi atualizada em 26 de agosto de 2019 12:51

As opiniões expressas nesse artigo são de responsabilidade de seus respectivos autores.
Caso deseje entrar em contato conosco, escreva para blogdavita@vitaclinica.com.br
Produzido por

Recentes

Paralisia Cerebral: desafios e principais caminhos terapêuticos

A Paralisia Cerebral apresenta características e necessidades individualizadas, que exigem acompanhamento multidisciplinar e ajustado para cada caso. Veja as abordagens…

6 meses atrás

Como a Neuromodulação tem beneficiado pacientes com diversas condições

A Neuromodulação não invasiva tem ajudado pacientes com as mais diversas condições. O procedimento promove a plasticidade cerebral, através da…

6 meses atrás

Critérios para garantir uma aplicação segura de toxina botulínica

Hoje em dia, quase todo mundo já ouviu falar sobre os benefícios terapêuticos da toxina botulínica. Assim como já ocorreu…

1 ano atrás

Sinais, diagnóstico e tratamento da espasticidade na criança

Agora, uma conversa com pais e familiares. Espasticidade é o nome de um sintoma muito prevalente em crianças com comprometimentos…

1 ano atrás

Toxina botulínica: treinamentos com aulas práticas e estudos de casos na Clínica Vita

Não é por acaso que a Clínica Vita é atualmente o maior serviço privado do país na terapêutica com toxina…

1 ano atrás

Clínica Vita abre suas instalações para treinar médicos na terapêutica com toxina botulínica

Clínica Vita oferece treinamento a médicos de todo o país interessados na terapêutica com toxina botulínica na área neurológica. O…

1 ano atrás