Blog da Vita

Avanços no tratamento do Vitiligo

2011-11-17T00:00:00+00:00 17 de novembro de 2011|Artigos|0 Comments

Aconteceu em setembro último na França (Bourdeaux), o IPCC (Conferência Internacional de Células Pigmentares). Este é um dos mais importantes encontros mundiais dedicados à discussão sobre as causas, novos tratamentos, pesquisas e o impacto social sobre indivíduos acometidos pelo vitiligo em todo o mundo.

O vitiligo é uma doença adquirida, não contagiosa, que se manifesta por manchas acrômicas (sem cor), que podem localizar-se em qualquer região da pele. Acomete cerca de 1% da população. É uma doença que pode comprometer a auto-estima e ter impacto profundo na qualidade de vida desses indivíduos. Metade dos casos inicia-se antes dos 20 anos de idade.

O tratamento é individualizado para cada paciente, dependendo da extensão da dermatose, da região afetada, da idade do paciente, do tempo de evolução, da atividade da doença, entre outros fatores. São usados imunossupressores tópicos ou sistêmicos, imunomoduladores, anti-radicais livres, medicamentos fotossensibilizantes, fototerapia e laser, entre outros.

Pude constatar nesse encontro o avanço que temos conseguido na compreensão da patogenia da doença. Novas descobertas no campo da genética, biologia molecular, nos fatores desencadeantes e novas tecnologias em relação à fototerapia trazem possibilidades de avanço no tratamento, controle e cura do vitiligo em um futuro próximo.

O Vitiligo é um tema extenso e complexo, sobre o qual ainda há muita desinformação e também alguns mitos. Fica aqui então o convite para que os leitores do blog participem com perguntas a respeito deste assunto, que terei o maior prazer em responder.

Dr. Celso Lopes, dermatologista e especialista em Vitiligo.

Leave A Comment