Avanços terapêuticos e os desafios dos profissionais de saúde

Produzido por
Dra. Simone Amorim

Neurofisiologista e Neurologista Infantil

Compartilhe

Por Simone Amorim,
Neurologista

Em neurologia e neurologia infantil, muitas vezes trabalhamos com pacientes que não têm cura. Diante de crianças vítimas de paralisia cerebral ou do adulto com sequelas de AVC, por exemplo, qual é então o papel do médico? Não tenho dúvidas de que é o de aliviar o sofrimento e, na medida em que a ciência avança, apresentar meios e terapêuticas que restituam ao indivíduo a máxima qualidade de vida possível.

No universo da medicina voltada para a reabilitação na área neurológica, o uso da terapêutica com Toxina Botulínica tem sido uma arma importante na melhoria da qualidade de vida dos pacientes. No início deste mês, tive oportunidade de ir ao Chile e falar para uma plateia de médicos e fisiatras sobre como tem sido a minha experiência nessa área.

A cada dia, essa técnica vem se mostrando, cada vez mais, uma terapêutica eficaz no relaxamento muscular, que, consequentemente, se reflete em uma maior facilidade na realização de fisioterapia, redução de dor e no aumento na amplitude dos movimentos. Muitos neurologistas, fisiatras e ortopedistas já despertaram para a importância de um trabalho em conjunto para oferecer, assim, mais alternativas ao seu paciente.

Pessoalmente, o que mais me emociona é ver o ganho que os pacientes têm, em sua qualidade de vida, a consequente melhoria nas suas autoestimas, e o reflexo disso aparece também nos seus familiares e cuidadores. Além disso, muitas cirurgias podem ser postergadas ou, até mesmo, evitadas. Levei para apresentar no congresso casos de pacientes e também pude me sensibilizar com casos apresentados por outros colegas.

No Brasil, uma das questões mais importantes em torno da terapêutica com a toxina botulínica é a necessidade de levar ao conhecimento de toda a sociedade, e até mesmo dos médicos, a informação de que há cobertura pelos planos de saúde. Além disso, o tratamento também é oferecido pelo SUS, em centros de referência em âmbito nacional.

A nós, médicos e demais profissionais de saúde, por nossa vez, cabe o desafio de acompanhar os avanços, buscar formações e aperfeiçoamentos permanentes para, assim, podermos desempenhar com excelência o nosso maior compromisso: o de cuidar e promover o bem-estar do paciente. Esta é uma meta a ser perseguida diariamente, em nossa profissão.

Essa publicação foi atualizada em 25 de agosto de 2019 09:28

As opiniões expressas nesse artigo são de responsabilidade de seus respectivos autores.
Caso deseje entrar em contato conosco, escreva para blogdavita@vitaclinica.com.br
Produzido por
Dra. Simone Amorim

Neurofisiologista e Neurologista Infantil

Recentes

Paralisia Cerebral: desafios e principais caminhos terapêuticos

A Paralisia Cerebral apresenta características e necessidades individualizadas, que exigem acompanhamento multidisciplinar e ajustado para cada caso. Veja as abordagens…

9 meses atrás

Como a Neuromodulação tem beneficiado pacientes com diversas condições

A Neuromodulação não invasiva tem ajudado pacientes com as mais diversas condições. O procedimento promove a plasticidade cerebral, através da…

9 meses atrás

Critérios para garantir uma aplicação segura de toxina botulínica

Hoje em dia, quase todo mundo já ouviu falar sobre os benefícios terapêuticos da toxina botulínica. Assim como já ocorreu…

1 ano atrás

Sinais, diagnóstico e tratamento da espasticidade na criança

Agora, uma conversa com pais e familiares. Espasticidade é o nome de um sintoma muito prevalente em crianças com comprometimentos…

1 ano atrás

Toxina botulínica: treinamentos com aulas práticas e estudos de casos na Clínica Vita

Não é por acaso que a Clínica Vita é atualmente o maior serviço privado do país na terapêutica com toxina…

1 ano atrás

Clínica Vita abre suas instalações para treinar médicos na terapêutica com toxina botulínica

Clínica Vita oferece treinamento a médicos de todo o país interessados na terapêutica com toxina botulínica na área neurológica. O…

2 anos atrás