Categorias: Dicas Notícias

Benefícios de largar o cigarro aparecem já no primeiro mês

Neste primeiro dia útil do mês de maio, lançamos aqui no Blog da Vita um desafio a você que fuma e que sabe dos males que o cigarro provoca. Que tal dar ao seu organismo um mês de férias dessas toxinas?

Nossa meta é que você chegue ao próximo dia 31, o Dia Mundial Sem Tabaco, comemorando quatro semanas de abstenção e, com isso, veja que é plenamente possível conseguir vencer a dependência e, principalmente, obter ganhos imediatos para a sua saúde e sua qualidade de vida. Sabemos que não é fácil, mas muitos já conseguiram.

Os benefícios já começam a aparecer cerca de 20 minutos após apagar o último cigarro, e seguem progredindo rapidamente à medida que o tempo vai passando, até que o ex-fumante alcance patamares de risco iguais aos de uma pessoa que nunca fumou, para complicações como câncer e infarto.

Confira abaixo alguns dados já comprovados cientificamente sobre a progressão dos benefícios para quem abandona o cigarro:

  • A pressão sanguínea e a pulsação do fumante começam a voltar ao normal cerca de 20 minutos depois de um cigarro;
  • Após duas horas, já não há mais nicotina circulando no sangue;
  • Após oito horas, o nível de oxigênio no sangue volta ao normal;
  • Depois de 12 a 24 horas, os pulmões já começam a funcionar melhor;
  • Depois de dois dias, o paladar e o olfato já melhoram;
  • Após três semanas, a circulação e a respiração também melhoram;
  • Em um ano, há redução média de 50% de risco de infarto;
  • Em cinco anos, há redução média de 50% de chances de risco de câncer de pulmão, de boca, da garganta e do esôfago;
  • Em 20 anos, o risco de desenvolver câncer passa a ser igual ao de quem nunca fumou.

O que esses dados mostram é que sempre vale a pena parar de fumar, não importa há quanto tempo a pessoa fume. Mas, quanto antes essa resolução acontecer, melhor.

A resolução de mudar é o grande ponto de partida. Depois, claro, vem uma série de medidas de auxílio, que ajudam a pessoa a se manter firme nesse propósito. Entre elas, tem grande importância a existência de uma rede de apoio que conte com pessoas próximas, como amigos e familiares e, muitas vezes, profissionais especializados nesse tipo de suporte.

Disqus Comments Loading...
Compartilhe

Recentes

Campanha alerta sobre impactos das dores de cabeça na qualidade de vida

"Mesmo que você tenha boas explicações para as suas dores, se você tem três ou mais episódios de dor de…

6 dias atrás

Enxaqueca é a segunda doença mais incapacitante do mundo

Dados atualizados divulgados pela Organização Mundial de Saúde (OMS) neste ano apontam a enxaqueca como a segunda maior causa de…

1 semana atrás

Autismo: desmistificar é o primeiro passo para a verdadeira inclusão

Abril é um mês dedicado ao Transtorno do Espectro Autista (TEA). No último dia 02, tivemos o Dia Mundial de…

2 meses atrás

Dieta cetogênica é recomendada no controle da epilepsia

Há importantes novidades no tratamento dos pacientes epilépticos. A Liga Brasileira de Epilepsia, em seu mais novo protocolo, incorporou a…

2 meses atrás

Down é a síndrome genética de maior incidência

A Síndrome de Down é uma síndrome genética decorrente da presença de um cromossomo a mais, no par 21 - por isso,…

2 meses atrás

Superexposição de crianças ao mundo digital preocupa especialistas

A superexposição desde cedo das crianças às telas eletrônicas vem preocupando profissionais de saúde em todo o mundo. Na opinião da…

2 meses atrás