Categorias: DestaquesNotícias

Cigarro da mãe aumenta risco de hiperatividade em crianças

Produzido por
Clínica Vita

Assessoria de Comunicação

Compartilhe

Os males que o cigarro traz para quem fuma são devastadores e devem servir de argumento suficiente para o abandono do vício. Porém, o alerta da pediatra e nefrologista infantil Ana Catarina Macedo vai ainda mais além: os filhos de quem fuma podem pagar um preço alto pelo tabagismo dos pais.

Ao longo da infância, filhos de fumantes podem ter dificuldade de aprendizado, atraso no desenvolvimento da linguagem e mais problemas de comportamento, como hiperatividade e distúrbios de atenção. Os problemas começam já na gestação, pois, segundo a médica, as substâncias tóxicas do cigarro prejudicam a placenta, que é responsável pelo transporte de oxigênio e nutrientes para o feto.

O bebê nascido de uma gestante tabagista também possui risco aumentado de morte súbita, sem contar que o tabagismo materno aumenta o risco de aborto, de sangramentos e de parto prematuro, entre outras complicações. “Geralmente esses bebês nascem com baixo peso. Em média, 500g menos do que deveria pesar”, diz. E, durante o aleitamento, o bebê de uma fumante recebe a nicotina através do leite. “Isso pode até mesmo levar a intoxicação na criança, com sintomas como agitação, vômitos, diarréia e taquicardia”, explica Ana Catarina.

Os pais e outros adultos fumantes que morem na mesma casa que a criança também devem estar cientes do que a exposição passiva pode causar: em crianças de até um ano de idade há maior prevalência de problemas respiratórios como bronquite, pneumonia e bronquiolite, quando comparadas com aquelas que não convivem com fumantes.

Além disso, o tabagismo passivo na criança, nos seus primeiros anos de vida, dobra o risco de asma e pode levar a um deficit na função pulmonar de até 3% a 5%, conforme descreve a especialista.

Produzido por
Clínica Vita

Assessoria de Comunicação

Recentes

Paralisia Cerebral: desafios e principais caminhos terapêuticos

A Paralisia Cerebral apresenta características e necessidades individualizadas, que exigem acompanhamento multidisciplinar e ajustado para cada caso. Veja as abordagens…

6 meses atrás

Como a Neuromodulação tem beneficiado pacientes com diversas condições

A Neuromodulação não invasiva tem ajudado pacientes com as mais diversas condições. O procedimento promove a plasticidade cerebral, através da…

6 meses atrás

Critérios para garantir uma aplicação segura de toxina botulínica

Hoje em dia, quase todo mundo já ouviu falar sobre os benefícios terapêuticos da toxina botulínica. Assim como já ocorreu…

1 ano atrás

Sinais, diagnóstico e tratamento da espasticidade na criança

Agora, uma conversa com pais e familiares. Espasticidade é o nome de um sintoma muito prevalente em crianças com comprometimentos…

1 ano atrás

Toxina botulínica: treinamentos com aulas práticas e estudos de casos na Clínica Vita

Não é por acaso que a Clínica Vita é atualmente o maior serviço privado do país na terapêutica com toxina…

1 ano atrás

Clínica Vita abre suas instalações para treinar médicos na terapêutica com toxina botulínica

Clínica Vita oferece treinamento a médicos de todo o país interessados na terapêutica com toxina botulínica na área neurológica. O…

1 ano atrás