Categorias: ArtigosDestaques

Cuidados paliativos: qualidade de vida nos momentos finais

Produzido por
Compartilhe

Anna Carolina Peres, geriatra

A medicina ocidental, tradicionalmente, prioriza a saúde física, a cura e o controle das doenças. Assim, temos hoje tecnologias cada vez mais avançadas, que conseguem prolongar a longevidade humana. Há inúmeros aspectos positivos nisso, mas também é importantíssimo pensar nos enfoques dados aos casos incuráveis e na qualidade dos tratamentos oferecidos aos doentes em fase final de vida.

Diante de casos em que é preciso lidar com a inevitabilidade da morte, pacientes, familiares e até mesmo profissionais de Saúde acabam por se deparar com uma grande dificuldade de trabalhar a questão.

É nesse âmbito que os Cuidados Paliativos ressurgem com toda a sua importância, como especialidade médica e multiprofissional, a fim de responder às questões que esses pacientes e familiares vivenciam – e, sim, sempre há algo a se fazer!

A preocupação de oferecer melhores cuidados aos pacientes com doenças graves e em final de vida é, portanto, o enfoque dos profissionais conhecidos como “paliativistas”. Mesmo frente a uma doença incurável, quando os medicamentos tradicionais não conseguem ajudar a aliviar os sintomas e oferecer perspectivas de cura, podemos recorrer a técnicas de melhora.

Nesses momentos, o importante é o bem-estar do paciente acima de tudo. Estar com quem se ama, com o menor sofrimento possível, fazer coisas de que se gosta… Por que não?!

Parece algo tão óbvio, não é mesmo? Mas, ainda hoje, a maioria das pessoas falece em ambientes hostis – em UTIs super mecanizadas, longe de seus familiares e de pessoas queridas, sem ter a oportunidade de viver seus últimos dias plenamente.

Viver bem e vivenciar a terminalidade da vida com dignidade, esse é o desafio da Humanidade – e a busca incessante do profissional paliativista.

Essa publicação foi atualizada em 26 de agosto de 2019 12:53

As opiniões expressas nesse artigo são de responsabilidade de seus respectivos autores.
Caso deseje entrar em contato conosco, escreva para blogdavita@vitaclinica.com.br
Produzido por

Recentes

Paralisia Cerebral: desafios e principais caminhos terapêuticos

A Paralisia Cerebral apresenta características e necessidades individualizadas, que exigem acompanhamento multidisciplinar e ajustado para cada caso. Veja as abordagens…

6 meses atrás

Como a Neuromodulação tem beneficiado pacientes com diversas condições

A Neuromodulação não invasiva tem ajudado pacientes com as mais diversas condições. O procedimento promove a plasticidade cerebral, através da…

6 meses atrás

Critérios para garantir uma aplicação segura de toxina botulínica

Hoje em dia, quase todo mundo já ouviu falar sobre os benefícios terapêuticos da toxina botulínica. Assim como já ocorreu…

1 ano atrás

Sinais, diagnóstico e tratamento da espasticidade na criança

Agora, uma conversa com pais e familiares. Espasticidade é o nome de um sintoma muito prevalente em crianças com comprometimentos…

1 ano atrás

Toxina botulínica: treinamentos com aulas práticas e estudos de casos na Clínica Vita

Não é por acaso que a Clínica Vita é atualmente o maior serviço privado do país na terapêutica com toxina…

1 ano atrás

Clínica Vita abre suas instalações para treinar médicos na terapêutica com toxina botulínica

Clínica Vita oferece treinamento a médicos de todo o país interessados na terapêutica com toxina botulínica na área neurológica. O…

1 ano atrás