Categorias: ArtigosNotícias

Dormir mal pode afetar o desenvolvimento da criança

Compartilhe

Não é só uma questão de disciplina: o sono irregular pode afetar o desenvolvimento físico e intelectual da criança. Por isso, é tão importante manter a rotina com os horários e estar atento aos sinais sobre a qualidade do sono infantil.

Entre outros benefícios importantes para o metabolismo, é quando o sono mais profundo é alcançado que o cérebro libera o hormônio GH, responsável pelo crescimento. Além disso, é durante o sono que o cérebro “consolida” conexões que propiciam o aprendizado de habilidades motoras e intelectuais.

Não dormir o suficiente impacta o bom funcionamento do organismo em todas as faixas etárias. Mas, de acordo com a neuropediatra e especialista em Medicina do Sono, Patrícia Lobo, integrante do Corpo Clínico da Vita, nas crianças, os sinais de déficit de sono não são iguais aos dos adultos. Nesses casos, a sonolência nem sempre será o resultado das noites mal dormidas.

“Crianças que dormem mal tendem a ser mais irritadas, agitadas, agressivas, além de apresentarem dificuldades de concentração e dificuldades de aprendizagem”, alerta a médica, indicando que, muitas vezes, esses sintomas podem ser confundidos com mau comportamento, pirraça ou, até mesmo, com alguns transtornos neurológicos (que podem ou não estarem associados ao déficit de sono), como o transtorno do déficit de atenção e hiperatividade (TDAH) e transtorno opositor desafiador (TOD), entre outros.

Segundo a especialista, outras consequência são: sobrepeso, déficit de crescimento e, em alguns casos, até mesmo comprometimento comportamental.

Patrícia salienta que diversas condições físicas, emocionais, psicológicas e ambientais podem impactar o sono da criança. Acreditar que porque elas não têm preocupações irão sempre dormir o soninho dos justos é uma premissa equivocada.

Criança também pode apresentar insônia, por causa de ansiedade ou outras causas emocionais, por exemplo. A enurese noturna (o xixi na cama) também pode ser consequência de um distúrbio de sono. Vários fatores podem alterar o sono: como a exposição a aparelhos eletrônicos e brincadeiras muito agitadas, com muitos estímulos, antes do horário de dormir, etc.

Distúrbios respiratórios, como apneia – que na infância pode ser causada pelo aumento da adenoide e/ou amígdalas, por exemplo-, são outros problemas recorrentes, associados a uma qualidade de sono ruim. Cólicas e refluxo gastroesofágico também figuram na lista dos quadros comuns que mais costumam impactar o sono infantil.

Avaliar as causas dessa situação, sejam elas ambientais ou relacionadas a alguma doença, e promover medidas que possam ajudar essa criança a dormir bem é fundamental para um bom desenvolvimento. Mudanças nesses padrões permitem melhorias significativas em quesitos como capacidade de concentração, aprendizagem e sociabilização – além de melhorias na qualidade de vida da própria família.

COMO PROMOVER UMA BOA HIGIENE DO SONO

  1. A regularidade de horário para deitar a criança deve ser mantida, inclusive aos fins de semana. A variação máxima no horário deve a mínima possível;
  2. Ter uma rotina de deitar estabelecida com um ritual que precede a ida para a cama ajuda a criança a assimilar o hábito (tipo: tomar um banho relaxante, vestir o pijama, escovar os dentes, contar história, etc.);
  3. Deitar a criança ainda acordada, permitindo o uso de objeto de transição como uma fralda, chupeta ou boneco ajuda no relaxamento e assimilação do processo de relaxamento para o adormecer;
  4. Sempre que possível, deve-se evitar o adormecer em local que não a própria cama;
  5. Atividade estimulantes antes de adormecer como exercícios físicos ou brincadeiras intensas devem ser evitadas, bem como a utilização de aparelhos eletrônicos (TV, celulares, tablets, joguinhos, etc.).

Sinais que merecem avaliação

  • Criança se apresenta mais agitada do que de costume;
  • Apresenta dificuldades de atenção e de aprendizagem;
  • Crescimento e/ou ganho de peso fora de curva, sem outras razões identificáveis;
  • Sono irregular, sem padrão de horários ou muito entrecortados
  • Ronco.

Agende sua consulta com um de nossos especialistas!


* Campos obrigatórios

Produzido por
Clínica Vita

Assessoria de Comunicação

Recentes

Tratamentos com toxina botulínica em foco entre Neurologistas Infantis

As terapias realizadas com toxina botulínica na área da Neurorreabilitação têm chamado cada vez mais atenção dos especialistas em Neurologia…

2 dias atrás

Por um olhar mais atento às doenças raras nos atendimentos de Saúde

Enfermeiros de todo o Brasil se reuniram em Salvador (BA), para se aprofundarem em protocolos de atendimento e no conhecimento…

6 dias atrás

Fonoaudióloga da Vita também brilha nos palcos como cantora

A fonoaudióloga Simone Sperança, que integra o Corpo Clínico da Vita e é responsável pelo setor de Audiologia da clínica,…

3 semanas atrás

Especialistas da Vita falam no maior evento de Neurologia Infantil do país

Especialistas da Clínica Vita darão palestras e workshops durante o Congresso Brasileiro de Neurologia Infantil, que acontece em Recife, de…

4 semanas atrás

Dia da Paralisia Cerebral é celebrado com ações inclusivas em todo o mundo

Especialistas e pacientes da Clínica Vita participam do I Encontro do Dia Mundial da Paralisia Cerebral, em piquenique no Parque…

2 meses atrás

Dia de Conscientização terá piquenique para pacientes com Paralisia Cerebral

Dia 06 de outubro é Dia Mundial da Paralisia Cerebral e a Clínica Vita está organizando um piquenique para comemorar…

2 meses atrás