Categorias: ArtigosDestaques

Estado emocional está relacionado a inflamação na pele

Produzido por
Dra. Tallita Rezende

Dermatologista

Compartilhe

Por Tallita Rezende,
Dermatologista

O dia 29 de outubro foi escolhido para realizar uma Campanha de Conscientização a respeito de uma doença que, embora frequente e não contagiosa, ainda é alvo de muito preconceito, gerando grande constrangimento social para seus portadores: a psoríase.

O que é?

A psoríase é uma doença inflamatória crônica da pele, que afeta aproximadamente 3% da população. Atinge igualmente homens e mulheres, principalmente na faixa etária entre 20 e 40 anos, mas pode surgir em qualquer fase da vida. Sua causa é desconhecida. Fenômenos emocionais são frequentemente relacionados com o seu surgimento ou agravamento do quadro, provavelmente atuando como fatores desencadeantes de uma predisposição genética para a doença. Cerca de 30% das pessoas que têm psoríase apresentam história de familiares também acometidos.

É muito importante frisar que não é uma doença contagiosa e que não há nenhuma necessidade de evitar o contato físico com outras pessoas.

Quais são os sintomas?

A psoríase pode apresentar-se de várias maneiras, desde formas mínimas, com pouquíssimas lesões, até a psoríase eritrodérmica, na qual toda a pele está comprometida. A forma mais frequente de apresentação é a psoríase em placas, caracterizada pelo surgimento de lesões avermelhadas e descamativas (fotos) na pele, bem limitadas e de evolução crônica. Acomete principalmente cotovelos, joelhos e couro cabeludo, porém existem formas menos comuns que podem acometer palmas, plantas, unhas e articulações (dor articular).

Como detectar?

O diagnóstico da psoríase é geralmente clínico, mas pode ser confirmado através da realização de uma biópsia, que revelará um quadro bem característico da doença. Vale a pensa ressaltar que muitas doenças se assemelham a psoríase e, por isso, um dermatologista deve ser sempre consultado para prescrever o tratamento correto. Um diagnóstico incorreto pode gerar confusão com outras doenças de pele e um tratamento inadequado pode piorar ainda mais as lesões.

 Como é o tratamento?

O tratamento da psoríase vai depender do quadro clínico apresentado, podendo variar desde a simples aplicação de medicações tópicas nos casos mais brandos, até tratamentos mais complexos para os casos mais graves.

A resposta ao tratamento também varia muito de um paciente para outro e o componente emocional não deve ser menosprezado. Uma vida saudável, evitando-se o estresse vai colaborar para a melhora. A exposição solar moderada é de grande ajuda e manter a pele bem hidratada também auxilia o tratamento.

Não existe uma forma de se acabar definitivamente com a psoríase, mas é possível se conseguir a remissão total da doença, obtendo-se a cura clínica. Ainda não é possível, no entanto, afirmar que a doença não vai voltar após o desaparecimento dos sintomas.  Siga as orientações do seu dermatologista e viva a vida sem medo. E lembre-se: a psoríase não é contagiosa!

Essa publicação foi atualizada em 26 de agosto de 2019 12:37

As opiniões expressas nesse artigo são de responsabilidade de seus respectivos autores.
Caso deseje entrar em contato conosco, escreva para blogdavita@vitaclinica.com.br
Produzido por
Dra. Tallita Rezende

Dermatologista

Recentes

Paralisia Cerebral: desafios e principais caminhos terapêuticos

A Paralisia Cerebral apresenta características e necessidades individualizadas, que exigem acompanhamento multidisciplinar e ajustado para cada caso. Veja as abordagens…

6 meses atrás

Como a Neuromodulação tem beneficiado pacientes com diversas condições

A Neuromodulação não invasiva tem ajudado pacientes com as mais diversas condições. O procedimento promove a plasticidade cerebral, através da…

6 meses atrás

Critérios para garantir uma aplicação segura de toxina botulínica

Hoje em dia, quase todo mundo já ouviu falar sobre os benefícios terapêuticos da toxina botulínica. Assim como já ocorreu…

1 ano atrás

Sinais, diagnóstico e tratamento da espasticidade na criança

Agora, uma conversa com pais e familiares. Espasticidade é o nome de um sintoma muito prevalente em crianças com comprometimentos…

1 ano atrás

Toxina botulínica: treinamentos com aulas práticas e estudos de casos na Clínica Vita

Não é por acaso que a Clínica Vita é atualmente o maior serviço privado do país na terapêutica com toxina…

1 ano atrás

Clínica Vita abre suas instalações para treinar médicos na terapêutica com toxina botulínica

Clínica Vita oferece treinamento a médicos de todo o país interessados na terapêutica com toxina botulínica na área neurológica. O…

1 ano atrás