Categorias: Destaques

Fonoestética leva ao rejuvenescimento facial

Compartilhe

Rever o jeito como você fala, as expressões faciais que usa e até a forma como engole os alimentos é uma medida simples, com um incrível poder de rejuvenescimento, sabia?

Isso mesmo! Com a ajuda especializada de um profissional de Fonoaudiologia, essas medidas podem revolucionar a sua aparência.

Veja bem, não se trata de apenas alguns truques para “parecer” mais jovem, não. Estamos falando de contornos faciais realmente mais definidos, de rosto mais firme e de menos rugas. Estamos falando aqui de Fonoaudiologia Estética – ou Fonoestética.

“A técnica visa corrigir vícios que adquirimos ao longo da vida nos processos de fala, deglutição e até de respiração. Isso implica toda uma reeducação do uso das estruturas orofaciais, a fim de combater as marcas de expressão”, explica a fonoaudióloga Joyce Fialho.

E quando a especialista cita o combate às marcas de expressão, ela está falando tanto em prevenir o surgimento dessas marcas, quanto de suavizar aquelas que já existem. Após algumas sessões, o resultado já está estampado no rosto do paciente, que invariavelmente adquire uma fisionomia mais “leve” – e, obviamente, rejuvenescida.

Usando os músculos da face corretamente, ajudamos a mantê-los firmes, tonificados e bem definidos.

“O que se faz na Fonoestética é ensinar a fazer tudo o que a pessoa já faz, só que do jeito correto. Os nossos movimentos, se feitos da maneira correta, beneficiam o alongamento dos músculos da face, relaxando-os e também contraindo, nas medidas certas para que permaneçam tonificados e saudáveis, dando ótima sustentação à pele, que, por isso, também se torna mais firme”, explica a especialista, salientando que as nossas rugas são resultantes da contração exagerada dos músculos.

A fonoaudióloga explica que, quando a finalidade é a realização de um trabalho fonoestético, o paciente é filmado e fotografado enquanto está em repouso, falando, mastigando e engolindo. Assim, é possível observar se existe movimentação errada das estruturas da face. A partir daí, as sessões visam a reeducação para o uso dessas estruturas. Os resultados já começam a aparecer logo após as primeiras sessões.

ALGUMAS DICAS DE FONOESTÉTICA

– Um rosto jovem costuma ter ângulos bem definidos, enquanto uma face envelhecida, não. Isso acontece porque os músculos perderam os seus contornos originais. Evitamos isso usando corretamente a musculatura orofacial;

– Uma pessoa engole mais de 2.000 vezes ao dia. Quando em repouso, a língua deve estar sempre encostada ao céu da boca; isso ajuda a manter esse músculo rígido, evitando a formação de papos e melhorando o seu desempenho nos movimentos de fala, mastigação e deglutição;

– Na mastigação, a pessoa precisa estar certa de que usa corretamente os dois lados da boca, pois, quando esse movimento é feito de forma errada pode deixar marcas na musculatura de toda a face. Mastigar alternadamente dos dois lados ajuda a manter toda a face tonificada;

– Ao mastigar, a força do movimento deve ser feita pela língua, e não pelos lábios. Quando os lábios fazem esse papel que não é o seu, a tendência é a formação de marcas nessa região, além do surgimento do temido papinho, devido à flacidez da língua.

– A alimentação do adulto não deve ser excessivamente pastosa. A ausência de movimentos mastigatórios leva à flacidez da bochecha. Por outro lado, quem ingere alimentos duros com muita frequência fica com a musculatura muito contraída e rígida. Por isso, é bom alternar a textura dos alimentos;

– Vícios de expressão na hora de articular as palavras para falar, como franzir a testa, contrair ou relaxar exageradamente os lábios, alteram a musculatura facial e propiciam a formação de rugas;

– O ato de sorrir deve ser feito levando os lábios em direção às orelhas, e não pressionando nariz, olhos e testa. Esse também é um “vício” que, com o passar dos anos, tende a propiciar a formação de rugas;

– Os movimentos constantes de sucção para aqueles que têm o hábito de fumar tendem a causar flacidez na face;

– A forma com que respiramos também pode alterar toda a face, principalmente na região das maçãs do rosto e do nariz. Respirar pela boca ou respirar de forma ofegante, por exemplo, são hábitos que deixam marcas no rosto.

Produzido por
Clínica Vita

Assessoria de Comunicação

Recentes

Sialorreia: um sintoma que precisa ser observado no paciente neurológico

Comum em pacientes com quadros neurológicos, a sialorreia é caracterizada pela dificuldade na retenção e deglutição da saliva ou pela…

2 meses atrás

Tratamentos com toxina botulínica em foco entre Neurologistas Infantis

As terapias realizadas com toxina botulínica na área da Neurorreabilitação têm chamado cada vez mais atenção dos especialistas em Neurologia…

2 meses atrás

Por um olhar mais atento às doenças raras nos atendimentos de Saúde

Enfermeiros de todo o Brasil se reuniram em Salvador (BA), para se aprofundarem em protocolos de atendimento e no conhecimento…

2 meses atrás

Fonoaudióloga da Vita também brilha nos palcos como cantora

A fonoaudióloga Simone Sperança, que integra o Corpo Clínico da Vita e é responsável pelo setor de Audiologia da clínica,…

3 meses atrás

Especialistas da Vita falam no maior evento de Neurologia Infantil do país

Especialistas da Clínica Vita darão palestras e workshops durante o Congresso Brasileiro de Neurologia Infantil, que acontece em Recife, de…

3 meses atrás

Dia da Paralisia Cerebral é celebrado com ações inclusivas em todo o mundo

Especialistas e pacientes da Clínica Vita participam do I Encontro do Dia Mundial da Paralisia Cerebral, em piquenique no Parque…

4 meses atrás