Categorias: DestaquesNotícias

Manter a mente ativa é a melhor estratégia contra o Alzheimer

Compartilhe

Nesta semana, cientistas espanhóis anunciaram que, em 10 anos, é bem possível que já esteja no mercado uma vacina que poderá prevenir o aparecimento do Mal de Alzheimer.

Acostumada a lidar com pacientes que têm a doença, a neuropsicóloga Marina Alves comemora a notícia, mas ressalta que, mesmo se essa possibilidade se concretizar, a principal prevenção continuará a ser a de manter a mente ativa.

“Sabemos hoje que o Mal de Alzheimer normalmente acontece quando o indivíduo tem poucas reservas cognitivas. Isso significa que, quanto mais exercitamos o cérebro, melhor”, afirma.

Basicamente, o que ocorre com a pessoa que sofre do Mal de Alzheimer é uma dificuldade na formação de sinapses. Isto é, a “ligação” entre as células do cérebro torna-se deficiente e, sem isso, todo o seu funcionamento fica comprometido.

“Sabemos que existe uma probabilidade genética da pessoa ter a doença. Há também quadros pós Acidentes Vasculares Cerebrais ou pós Traumatismos Cranianos, por exemplo, onde a pessoa desenvolve o Alzheimer. Essa probabilidade pode ser apontada através da avaliação neuropsicológica e, com o auxílio de um neurologista, o tratamento é feito para não deixar o quadro progredir e deixar que a doença chegue no seu grau mais avançado”, explica Marina.

Em todas as situações, segundo a especialista, o mais importante é sempre oferecer estímulos ao cérebro. Leitura, jogos de raciocínio e palavras cruzadas são estratégias válidas nesse sentido, assim como uma vida social ativa.

Conversar, ter amigos, participar de atividades em grupo e também manter-se ativo fisicamente, dentro de suas possibilidades, são fatores fundamentais para o idoso. “Contra o Alzheimer, mesmo com o advento de uma vacina, será fundamental a prevenção e o tratamento adequado”, ressalta Marina Alves.

Produzido por
Clínica Vita

Assessoria de Comunicação

Recentes

Pandemia aumenta riscos de complicações em pacientes com doenças crônicas

Os riscos da pandemia do novo coronavírus vão muito além da Covid-19. Após quase um semestre de mudanças na rotina…

4 dias atrás

Covid-19: seis hábitos indispensáveis dentro do chamado “novo normal”

O isolamento social vai sendo afrouxado, mas o novo coronavírus e a Covid-19 ainda são uma realidade a ser enfrentada,…

1 semana atrás

Cuidados para que o isolamento social não se transforme em solidão e abandono para os idosos

Mesmo com a tendência atual de governos e sociedades afrouxarem a quarentena, a população idosa segue sob a recomendação de…

2 semanas atrás

Pandemia também põe em risco a saúde mental

A pandemia de Covid-19 também tem causado danos à saúde mental das pessoas. O cenário que envolve riscos biológicos, drásticas…

3 semanas atrás

Pacientes sofrem mais com crises de enxaqueca durante a pandemia

Maiores níveis de estresse, tensão e ansiedade, junto com as alterações na rotina, têm propiciado ambiente ideal para agravamento das…

1 mês atrás

Atendimento rápido e monitoramento diminuem índices de morte pela Covid-19

Quase um semestre após a primeira identificação do novo coronavírus, e com muito ainda por se descobrir sobre a sua…

2 meses atrás