Categorias: Artigos

Nove dicas para manter a pele linda no inverno

Por Tallita Rezende,
Dermatologista

O inverno já chegou e, se por um lado esta é a estação preferida de algumas pessoas, por outro, é caótico para muitas delas. Ainda mais quando o assunto é o cuidado com a pele durante a temporada mais fria do ano. Os ventos frios e secos e os banhos quentes e demorados contribuem para deixar a pele desidratada. Ocorre também uma diminuição das secreções naturais que funcionam como um “manto protetor”. A pele seca provoca coceiras e o ato de coçar leva à irritação, favorecendo o surgimento ou a piora de problemas na pele, como manchas vermelhas, coceira e descamação. Mas é possível passar pelas baixas temperaturas sem sofrer com esses males ou ter que abrir mão de um bom banho quente.

Em vez de nos queixarmos do frio, devemos aproveitar a estação para tratar da pele, cabelos, mãos e pés. Nessa época do ano, a pele pede hidratante, sabonetes mais suaves, cremes com maior poder de lubrificação e proteção. Deve-se usar algo emoliente nos lábios, para evitar que rachem. Para as mãos, especificamente para quem tem de lavá-las com freqüência, além de sabonetes líquidos hidratantes, cremes especiais reaplicados após as lavagens dão grande sensação de conforto e bem-estar.

Aqui vão algumas dicas e cuidados para a manutenção de uma pele bonita no inverno:

1) Cremes para usar no inverno não precisam ser necessariamente diferentes dos de verão. Mas a hidratação deve ser mais intensiva. Quem apresenta pele seca pode aplicar produtos à base de óleo de amêndoa, aloe vera, uréia. Também são indicados hidratantes com componentes antioxidantes, como as vitaminas E, A e C. Peles oleosas necessitam das opções em forma de gel (oil-free), que cumprem a função de proteger do frio e minimizar o aparecimento de cravos e espinhas.

2) A esfoliação é importante para a pele oleosa (excesso de sebo) e também para a pele de pessoas morenas a negras, que tende a adquirir aspecto acinzentado ou esbranquiçado durante processo de renovação celular. Ao remover as células antigas, a pele fica preparada para uma hidratação homogênea.

3) É importante destacar que a hidratação é feita de dentro para fora. Portanto, beba pelo menos dois litros de água diariamente, mesmo se não tiver sede.

4) Mesmo nos dias nublados e com chuva, o protetor solar é essencial, pois uma grande quantidade de raios solares conseguem atravessar as nuvens e atingir nossa pele.

5) Os lábios também sofrem com a ação do frio e podem rachar e até criar feridas. Para proteger os lábios das rachaduras, o aconselhável é protetor em forma de batom incolor, que contenha óleo, umectante e silicone.

6) Limpe sempre o rosto antes de dormir para retirar as impurezas acumuladas durante o dia e desobstruir os poros. A pele vai respirar melhor e estar preparada para a aplicação do hidratante.

7) ) Evite banhos muito quentes e prolongados, e o uso constante de buchas – pois elas removem a camada que protege a pele e que ajuda a mantê-la hidratada. Para aqueles que não abrem mão de um prazeroso banho quente, prefira sabonetes à base de glicerina e óleos lubrificantes.

8) Para os homens, que muitas vezes não gostam de passar cremes, há a alternativa de usar óleo de banho no corpo, antes de entrar no chuveiro, e, então, tomar banho normalmente: um pouco desse óleo permanece evitando o ressecamento.

9) Algumas doenças podem piorar no inverno, como a psoríase, dermatite seborréica, dermatite atópica, dentre outras, nas quais a pele torna-se mais seca, áspera e descamativa. Nesse caso, redobre a hidratação da pele e procure seu dermatologista. Só ele saberá o tratamento adequado para seu problema.

Curta bastante o friozinho e cuide da sua pele!

Disqus Comments Loading...
Compartilhe

Recentes

Autismo: desmistificar é o primeiro passo para a verdadeira inclusão

Abril é um mês dedicado ao Transtorno do Espectro Autista (TEA). No último dia 02, tivemos o Dia Mundial de…

2 semanas atrás

Dieta cetogênica é recomendada no controle da epilepsia

Há importantes novidades no tratamento dos pacientes epilépticos. A Liga Brasileira de Epilepsia, em seu mais novo protocolo, incorporou a…

1 mês atrás

Down é a síndrome genética de maior incidência

A Síndrome de Down é uma síndrome genética decorrente da presença de um cromossomo a mais, no par 21 - por isso,…

1 mês atrás

Superexposição de crianças ao mundo digital preocupa especialistas

A superexposição desde cedo das crianças às telas eletrônicas vem preocupando profissionais de saúde em todo o mundo. Na opinião da…

1 mês atrás

Médica receita sucos especiais para “varrer” radicais livres do organismo

Você sabe o que significa destoxificar? Quem explica é a especialista em Clínica Geral com Prática Ortomolecular, Renata Tirol, integrante…

2 meses atrás

Cinco fatores que fazem toda a diferença para a sua saúde

Alguns hábitos simples já são consenso universal entre especialistas em Saúde como medidas comprovadamente eficazes para prevenir doenças e promover melhores condições para um estado…

2 meses atrás