Pensamento positivo ajuda a prevenir AVC

Produzido por
Clínica Vita

Assessoria de Comunicação

Compartilhe

Estudos científicos mostram que o pensamento positivo ajuda a reduzir as chances de uma pessoa sofrer um acidente vascular cerebral (AVC) em até 70%. Ótima notícia! Mas, para tirar proveito dela, é preciso entender melhor o que isso significa.

Objetivamente, a informação significa que, pelas estatísticas, quando foram comparadas pessoas com perfis semelhantes, verificou-se uma menor propensão ao problema entre aquelas que têm uma postura mais positiva diante da vida.

O estudo mais famoso nesse sentido foi conduzido pela Universidade de Michigan, nos Estados Unidos, no qual foi monitorada a saúde de um universo de seis mil pacientes, com idades acima de 50 anos, por dois anos. Ao longo desse tempo, testes psicológicos também foram sendo realizados com os participantes, para identificar aqueles que mantinham uma atitude mais positiva.

As ocorrências de AVC foram maiores entre os não otimistas. Outra verificação do estudo foi que, em geral, os níveis de cortisol – o hormônio do estresse – eram mais baixos entre as pessoas com uma mente mais positiva.

Aí entram os fatores subjetivos: é bem possível que os resultados se devam ao fato de que essas pessoas, devido à sua maneira de encarar a vida, sejam também mais proativas para fazer aquilo que tem de ser feito para garantir um estilo de vida mais saudável. Outra hipótese é que a maneira de gerir o estresse também pode fazer grande diferença para a saúde. Afinal, quanto menos estresse, menos desgastes para o organismo.

Obviamente, ainda será preciso haver mais estudos nesse sentido para se comprovar os aspectos causais que tornam os índices de AVC menores entre as pessoas otimistas. Entretanto, o que é importante ressaltar com base nos estudos recentes, é que uma atitude positiva e a boa gestão dos fatores que levam ao estresse são tão importantes para a saúde e a qualidade de vida quanto outras medidas, como alimentação, prática de esportes, etc. Na verdade, está tudo interligado. Afinal, somos um conjunto que precisa estar em harmonia.

Vale então frisar ainda que, ao apontar a importância do otimismo para a saúde, ninguém está dizendo que estão liberados uma dieta gorda, o sedentarismo, o tabagismo e o alcoolismo, por exemplo. Adotar hábitos saudáveis continua sendo fundamental para a prevenção do AVC e de outras patologias – é importante que isso fique bem claro.

Além disso, para verificar como andam as engrenagens de todo o “conjunto” e realizar os ajustes necessários, nada melhor do que estar atento à realização de check-ups anuais. A medida é recomendada para todas as pessoas acima de 25 anos de idade. Afinal, nada melhor do que aliar ao otimismo uma atitude preventiva racional e de bom senso. 

MAIS DETALHES SOBRE A PESQUISA

O estudo da Universidade de Michigan, conduzido pelo Dr. Eric Kim, foi publicado em 2013, na edição on-line da Revista Stroke (uma das publicações mais importantes sobre AVC e outros problemas cerebrovasculares);

– Foram avaliados 6.044 pacientes adultos (homens e mulheres), com mais de 50 anos, e que não tinham sofrido nenhum AVC até a data de início do estudo;

– Os participantes responderam a questionários que avaliavam os seus níveis de otimismo, sendo depois classificados numa escala de 0 a 16;

– Os participantes foram acompanhados por dois anos e, nesse período, foram registrados 88 casos de AVC no grupo. Foram ajustados então os perfis das vítimas e de quem ficou imune ao problema e, mesmo levando-se em consideração influentes no risco vascular, como fumo, abuso de álcool, índice de massa corporal, etnia, pressão arterial, doenças crônicas e a realização de atividades físicas, a conclusão dos pesquisadores foi a de que para cada ponto a mais na escala de otimismo, o risco de um acidente vascular cerebral diminuiu 9%;

– A conclusão dos pesquisadores foi a seguinte: para cada ponto a mais na escala de otimismo, o risco de um acidente vascular cerebral diminuiu 9%.

Produzido por
Clínica Vita

Assessoria de Comunicação

Recentes

Paralisia Cerebral: desafios e principais caminhos terapêuticos

A Paralisia Cerebral apresenta características e necessidades individualizadas, que exigem acompanhamento multidisciplinar e ajustado para cada caso. Veja as abordagens…

6 meses atrás

Como a Neuromodulação tem beneficiado pacientes com diversas condições

A Neuromodulação não invasiva tem ajudado pacientes com as mais diversas condições. O procedimento promove a plasticidade cerebral, através da…

6 meses atrás

Critérios para garantir uma aplicação segura de toxina botulínica

Hoje em dia, quase todo mundo já ouviu falar sobre os benefícios terapêuticos da toxina botulínica. Assim como já ocorreu…

1 ano atrás

Sinais, diagnóstico e tratamento da espasticidade na criança

Agora, uma conversa com pais e familiares. Espasticidade é o nome de um sintoma muito prevalente em crianças com comprometimentos…

1 ano atrás

Toxina botulínica: treinamentos com aulas práticas e estudos de casos na Clínica Vita

Não é por acaso que a Clínica Vita é atualmente o maior serviço privado do país na terapêutica com toxina…

1 ano atrás

Clínica Vita abre suas instalações para treinar médicos na terapêutica com toxina botulínica

Clínica Vita oferece treinamento a médicos de todo o país interessados na terapêutica com toxina botulínica na área neurológica. O…

1 ano atrás