Categorias: DestaquesNotícias

Prepare o coração, porque vem muita emoção por aí!

Produzido por
Clínica Vita

Assessoria de Comunicação

Compartilhe

Haja coração! Se antes de começar esta Copa do Mundo já estava despertando paixões, agora então que #jatemcopa e a nossa Seleção avança com atuações para lá de dramáticas, a saúde cardiovascular de quem está na torcida anda passando por uma verdadeira prova de fogo.

Aqui um post super divertido e bem humorado que vem sendo compartilhado nas redes sociais, fazendo alusão aos “apertos” que a nossa Seleção tem feito os torcedores passarem. Mas o assunto tem mesmo um lado sério: as emoções do futebol podem sim colocar o coração em xeque. Andar com os check-ups em dia é a melhor forma de se prevenir.

E como o blog aqui é de Saúde e com esse tema não se brinca, vale o alerta: emoções fortes, como a de torcer apaixonadamente, sofrendo com o time e vivenciando altas doses de ansiedade e angústia podem sim colocar o coração em xeque.

Nesta última semana, lamentavelmente, duas mortes de torcedores por ataques cardíacos foram registradas em estádios brasileiros.

Estatísticas obtidas por um estudo promovido pela FIFA, durante a Copa do Mundo de 2006, na Alemanha, apontam que “ver uma partida de futebol estressante mais do que dobra o risco de um evento cardiovascular agudo”, conforme informa o cardiologista Aécio Gois, que teve acesso ao estudo.

“Para uma pessoa com o sistema cardiovascular em zona de risco, algumas vezes, até mesmo emoções positivas, como a alegria intensa de realizar um sonho de estar presente na arquibancada, por exemplo, acompanhando uma partida histórica, em meio a toda aquela carga emocional do estádio, pode ser motivo para desencadear um ataque do coração”, salienta.

Portanto, pessoas que estão com os seus check-ups em dia estão mais protegidas desses riscos. Afinal, durante esses exames periódicos, fatores preocupantes, como índices glicêmicos alterados, taxas elevadas de colesterol, hipertensão arterial e ritmo cardíaco alterados são observados e, sendo detectados, o paciente é orientado e acompanhado para que tudo seja mantido sob controle.

Gois explica que as emoções fazem o cérebro ativar o sistema endócrino, sendo que cargas emocionais intensas – como nos momentos de grande apreensão, medo, ansiedade, angústia ou raiva – estimulam a liberação na corrente sanguínea de altas doses dos hormônios do estresse – nomeadamente, a adrenalina e o cortisol. E o coração sente diretamente esse impacto, segundo ele.

“A adrenalina causa contração das paredes dos vasos sanguíneos, estreitando o fluxo e impondo ao coração um ritmo mais acelerado para continuar o seu trabalho. Já o cortisol aumenta a viscosidade do sangue, facilitando, assim, a formação de trombos (coágulos)”, detalha o especialista.

Dependendo da reação de cada indivíduo aos estímulos do meio ambiente, a sua frequência cardíaca poderá ultrapassar em duas vezes o seu ritmo normal em repouso. Assim, pessoas que já andam com o sistema cardiovascular numa zona de risco, muitas vezes, mesmo não sentindo sintomas no dia a dia, são pegas de surpresa por um infarto ao vivenciarem emoções fora do comum. O coração simplesmente não aguenta.

A prevenção de problemas cardíacos é feita com a mudança de hábitos e adoção de um estilo de vida saudável, juntamente à realização de check-ups periódicos.

Para além disso, naturalmente, a atitude diante de eventos especiais também conta. Pessoas que reagem positivamente, com bom humor e pensamento positivo, mesmo diante das frustrações, mantêm os níveis de estresse mais controlados. Então, é como já bem disse a psicóloga Cássia Denadai, em post recente aqui neste mesmo blog: “torcer faz bem, mas tudo o que é levado ao extremo tem o potencial de nos afetar negativamente”. É bom não esquecer disso!

DICAS

– A adoção de hábitos de vida saudáveis é o melhor caminho para evitar problemas cardiovasculares e surpresas desagradáveis como um infarto. Isso passa por uma alimentação balanceada, prática regular de atividades físicas e uma boa gestão do estresse;

– Mesmo para quem cultiva hábitos saudáveis, a realização de check-ups anuais é indispensável. Isso permite identificar precocemente situações que podem estar colocando o organismo numa zona de risco. Os check-ups devem ser realizados por TODAS as pessoas, a partir dos 25 anos de idade;

– Pessoas sedentárias, fumantes, estressadas, hipertensas, obesas, diabéticas ou com doenças cardiovasculares pré-existentes correm maiores riscos. Nesses casos, o médico é quem determinará a frequência ideal das consultas;

– Manter o equilíbrio mental e uma atitude positiva frente aos eventos da vida também é importantíssimo para poupar o sistema cardiovascular. Atividades que levem ao relaxamento e que proporcionem tranquilidade emocional são essenciais para combater o estresse cumulativo do dia a dia.

ESTEJA ATENTO AOS SINTOMAS DO INFARTO

Nem sempre um infarto dói. Embora a dor esteja presente na maioria dos casos, o episódio também pode ocorrer de forma indolor, apenas com falta de ar. É preciso estar atento também aos seguintes sintomas:

  • Palpitações;
  • Suor frio;
  • Fraqueza intensa;
  • Vômitos.

A pessoa deve ser levada imediatamente a um pronto-socorro, mesmo que a dor diminua, pois, quanto mais tempo passa e o incômodo abranda, mais os dano torna-se extenso e pode se tornar irreversível.

Produzido por
Clínica Vita

Assessoria de Comunicação

Recentes

Paralisia Cerebral: desafios e principais caminhos terapêuticos

A Paralisia Cerebral apresenta características e necessidades individualizadas, que exigem acompanhamento multidisciplinar e ajustado para cada caso. Veja as abordagens…

6 meses atrás

Como a Neuromodulação tem beneficiado pacientes com diversas condições

A Neuromodulação não invasiva tem ajudado pacientes com as mais diversas condições. O procedimento promove a plasticidade cerebral, através da…

6 meses atrás

Critérios para garantir uma aplicação segura de toxina botulínica

Hoje em dia, quase todo mundo já ouviu falar sobre os benefícios terapêuticos da toxina botulínica. Assim como já ocorreu…

1 ano atrás

Sinais, diagnóstico e tratamento da espasticidade na criança

Agora, uma conversa com pais e familiares. Espasticidade é o nome de um sintoma muito prevalente em crianças com comprometimentos…

1 ano atrás

Toxina botulínica: treinamentos com aulas práticas e estudos de casos na Clínica Vita

Não é por acaso que a Clínica Vita é atualmente o maior serviço privado do país na terapêutica com toxina…

1 ano atrás

Clínica Vita abre suas instalações para treinar médicos na terapêutica com toxina botulínica

Clínica Vita oferece treinamento a médicos de todo o país interessados na terapêutica com toxina botulínica na área neurológica. O…

1 ano atrás