Categorias: Psicologia

Psicólogo: quando devemos recorrer a esse profissional?

Compartilhe

Qual a hora certa de procurar um psicólogo? Sempre!

Esse é o profissional de saúde apto para nos ajudar e nos dar suporte em todas as fases e eventos da vida – e, claro, em especial nas situações em que estamos em sofrimento (mental, emocional ou físico) e necessitamos de ajuda para encontrar meios para superá-lo. Isso torna praticamente todas as pessoas elegíveis ao atendimento em um consultório de Psicologia.

Daquela pessoa que apenas deseja um auxílio seguro e assertivo para resolver questões pontuais relativas aos campos afetivo, profissional ou comportamental, por exemplo, até aquelas que apresentam severos transtornos mentais ou psicoemocionais, todas têm na figura do psicólogo um indivíduo habilitado e bem preparado para acolher as suas questões e/ou acompanhá-las durante os desdobramentos dos seus quadros clínicos.

FOCO DA PSICOLOGIA

A Psicologia é a ciência centrada nos estudos sobre o modo como a pessoa manifesta as suas emoções, os seus valores e as suas ideias, e em como tudo isso afeta a sua saúde mental e física. O foco do trabalho nessa área está, portanto, na saúde psicoemocional e nas suas implicações sobre a saúde global.

O psicólogo é o profissional que trabalha focado na nossa saúde psicoemocional e nos impactos disso na nossa saúde global

Sendo assim, o trabalho do psicólogo não inviabiliza (e nem se rivaliza) com o de outros profissionais de saúde. Na verdade, nos mais diversos quadros, ele se soma, ajudando muito o paciente – e, não raro, também aos seus familiares – em todo o processo de tratamento e acompanhamento de uma doença.

Além disso, estão também no campo de ação do psicólogo: as relações afetivas de uma forma geral, questões sobre escolhas e desenvolvimento de carreira, questões que envolvem habilidades ou dificuldades para as interações sociais e também questões relacionadas ao desempenho cognitivo (transtornos de aprendizagem, problemas relacionados ao avanço da idade, problemas de memória, etc.).

FOCO DE CADA PROFISSIONAL

É muito importante ter em mente, contudo, que os métodos de trabalho variam conforme as especializações e áreas de aprofundamento de estudos, eleitas pelos profissionais, dentro das linhas reconhecidas pelo Conselho de Psicologia. As abordagens mais indicadas variam conforme os objetivos e as necessidades específicas de quem busca por esse tipo de serviço.

Por isso, é sempre recomendável informar-se também sobre o histórico e as referências relativas à linha de trabalho do profissional escolhido. Mas, em geral, o próprio profissional busca explicar para o paciente (ou para o seu responsável) sobre o seu método de atuação e o que é possível esperar do processo terapêutico.

Muitas vezes, pode haver ainda a indicação para outro especialista, que trate especificamente do tipo de situação apresentada pelo paciente, ou ainda para um psiquiatra ou para um neurologista, por exemplo, quando há a necessidade de uso de medicações ou em outras situações que exijam avaliação médica.

PSICOTERAPIA É COM O PROFISSIONAL DE PSICOLOGIA

Além de existirem vários tipos de psicoterapias (podendo ser individuais ou em grupo, envolver ou não dinâmicas, exercícios de representação e expressão corporal, etc.), hoje há também regulamentações específicas para o atendimento on-line de pacientes.

Existem vários tipos de Psicoterapia, tanto individuais quanto em grupo, sendo que hoje o atendimento também pode ser on-line

Porém, é muito importante deixar bem claro que qualquer processo PSICOterápico envolve, necessariamente, a condução por um profissional de PSICOlogia – ou seja, um psicólogo formado e habilitado para o atendimento.

Independentemente da sua linha de atuação, esse profissional dispõe de todo um repertório clínico-científico específico da Psicologia, estando preparado para transitar com total segurança e desenvoltura nesse campo, observando também o Código de Ética e as condutas alinhadas com os protocolos da profissão.

É preciso muito cuidado com “terapias alternativas”, que “tomam emprestadas” técnicas de Psicoterapia, sem os conhecimentos e as habilitações exigidos aos psicólogos!

Essa publicação foi atualizada em 5 de setembro de 2019 14:08

Produzido por
Clínica Vita

Assessoria de Comunicação

Recentes

Pandemia aumenta riscos de complicações em pacientes com doenças crônicas

Os riscos da pandemia do novo coronavírus vão muito além da Covid-19. Após quase um semestre de mudanças na rotina…

1 semana atrás

Covid-19: seis hábitos indispensáveis dentro do chamado “novo normal”

O isolamento social vai sendo afrouxado, mas o novo coronavírus e a Covid-19 ainda são uma realidade a ser enfrentada,…

2 semanas atrás

Cuidados para que o isolamento social não se transforme em solidão e abandono para os idosos

Mesmo com a tendência atual de governos e sociedades afrouxarem a quarentena, a população idosa segue sob a recomendação de…

3 semanas atrás

Pandemia também põe em risco a saúde mental

A pandemia de Covid-19 também tem causado danos à saúde mental das pessoas. O cenário que envolve riscos biológicos, drásticas…

4 semanas atrás

Pacientes sofrem mais com crises de enxaqueca durante a pandemia

Maiores níveis de estresse, tensão e ansiedade, junto com as alterações na rotina, têm propiciado ambiente ideal para agravamento das…

2 meses atrás

Atendimento rápido e monitoramento diminuem índices de morte pela Covid-19

Quase um semestre após a primeira identificação do novo coronavírus, e com muito ainda por se descobrir sobre a sua…

2 meses atrás