Categorias: DicasNeurologia

Viva a neurodiversidade!

Produzido por
Dra. Flora Orlandi

Neurologista Infantil

Compartilhe

Clinicamente, o autismo é definido como um transtorno do neurodesenvolvimento, caracterizado por dificuldades na interação social e na linguagem, associado a padrões de comportamento repetitivo, interesses restritos e respostas atípicas a estímulos sensoriais. Mas, a meu ver, com base no conceito de neurodiversidade e no fato de que cada indivíduo é único e especial, o autismo é, basicamente, apenas uma forma atípica do cérebro humano funcionar.

“Com base no conceito de neurodiversidade, autismo é, basicamente, apenas uma forma atípica do cérebro humano funcionar”

Sendo assim, estar dentro do chamado Transtorno do Espectro Autista (TEA)  NÃO condiciona, de forma automática e uniforme, todas essas pessoas aos mesmos padrões – mesmo que elas possam apresentar, sim, alguma maior dificuldade em termos de comportamento, linguagem, interação social e/ou maior sensibilidade sensorial.

Até hoje, no entanto, muitas pessoas ainda têm uma imagem estereotipada do quadro. Elas pensam que indivíduos diagnosticados com TEA são, necessariamente, pessoas que preferem o isolamento social ou, até mesmo, que são incapazes de se relacionar de forma mais aprofundada, de se comunicar adequadamente e, muito menos, de ter uma vida independente.

É uma visão muito longe da realidade, que precisa ser vencida, pois é muito prejudicial para o diagnóstico precoce e para a oferta de suporte e meios adequados para o desenvolvimento e inclusão das pessoas que estão dentro do espectro. Por isso, os movimentos de conscientização, como o que ocorre agora, ao longo de todo o mês de abril, iniciado com o Dia Mundial do Autismo, no último dia 02, são muito importantes!

Derrubando mitos, as ações de conscientização têm esclarecido sobre a importância do diagnóstico precoce e do acompanhamento

Precisamos mostrar que o TEA é muito mais frequente do que as pessoas imaginam, ao mesmo tempo em que também precisamos desmistificar essa condição e derrubar os estigmas. O diagnóstico feito o mais cedo possível é essencial para garantir que a criança que esteja dentro do TEA receba terapias adequadas e tenha acesso às melhores condições possíveis para alcançar completamente o seu potencial.

Autismo não se cura, se compreende”, conforme se costuma dizer no slogan das ações de conscientização. Esse é um universo desafiador e que exige sim a revisão de muitos paradigmas (pelas famílias, pela sociedade e até por muitos profissionais de saúde), mas que, por outro lado, nos surpreende cada vez mais e não para de mostrar que expectativas estão aí para serem superadas.

Viva a neurodiversidade!

PRINCIPAIS SINAIS QUE MERECEM UMA AVALIAÇÃO

  • Preocupação dos pais com falhas nas habilidades sociais;
  • Preocupação dos pais com linguagem ou comportamento;
  • Preocupação dos pais com “birras” e dificuldade para aceitar mudanças;
  • Atraso de linguagem e desenvolvimento de habilidades sociais;
  • Não virar-se ao ser chamado;
  • Não apontar com 14 meses;
  • Não apresentar brincar imaginativo com 18 meses.

Essa publicação foi atualizada em 15 de abril de 2021 05:05

As opiniões expressas nesse artigo são de responsabilidade de seus respectivos autores.
Caso deseje entrar em contato conosco, escreva para blogdavita@vitaclinica.com.br
Produzido por
Dra. Flora Orlandi

Neurologista Infantil

Recentes

Paralisia Cerebral: desafios e principais caminhos terapêuticos

A Paralisia Cerebral apresenta características e necessidades individualizadas, que exigem acompanhamento multidisciplinar e ajustado para cada caso. Veja as abordagens…

9 meses atrás

Como a Neuromodulação tem beneficiado pacientes com diversas condições

A Neuromodulação não invasiva tem ajudado pacientes com as mais diversas condições. O procedimento promove a plasticidade cerebral, através da…

9 meses atrás

Critérios para garantir uma aplicação segura de toxina botulínica

Hoje em dia, quase todo mundo já ouviu falar sobre os benefícios terapêuticos da toxina botulínica. Assim como já ocorreu…

1 ano atrás

Sinais, diagnóstico e tratamento da espasticidade na criança

Agora, uma conversa com pais e familiares. Espasticidade é o nome de um sintoma muito prevalente em crianças com comprometimentos…

1 ano atrás

Toxina botulínica: treinamentos com aulas práticas e estudos de casos na Clínica Vita

Não é por acaso que a Clínica Vita é atualmente o maior serviço privado do país na terapêutica com toxina…

1 ano atrás

Clínica Vita abre suas instalações para treinar médicos na terapêutica com toxina botulínica

Clínica Vita oferece treinamento a médicos de todo o país interessados na terapêutica com toxina botulínica na área neurológica. O…

2 anos atrás