Terapêutica com Toxina Botulínica guiada por Ultrassom 2018-07-11T11:04:18+00:00

Tratamento com Botox por ultrassom:
aplicações precisas e resultados otimizados, mesmo nos quadros mais complexos

Terapêutica com TB guiada por Ultrassom

O que é a terapêutica com TB guiada por ultrassom?

A terapêutica com toxina botulínica guiada por ultrassom é uma tendência que vem otimizar ainda mais os resultados obtidos no campo da Neurorreabilitação. O recurso do aparelho de ultrassonografia, durante as aplicações da substância nos pacientes, permite que, mesmo nos casos mais complexos, o procedimento seja feito de forma muito assertiva. Sempre que é possível, a utilização dessa tecnologia nos procedimentos contribui diretamente para resultados ainda mais efetivos, com menor número de aplicações e grande eficácia nos tratamentos com Botox feitos em pacientes com quadros neurológicos crônicos.

Saiba mais

Não. A viabilidade ou necessidade de utilização desse recurso, assim como qualquer outro processo terapêutico, depende sempre de uma avaliação pelo neurologista do quadro apresentado pelo paciente. Na maioria das vezes, a terapêutica com toxina botulínica guiada por ultrassom é utilizada em situações que exigem levar a medicação a áreas muito específicas e o acompanhamento das reações musculares no exato momento da aplicação da substância.

Não. O tratamento com Botox na área neurológica, assim como a técnica da condução terapêutica guiada por ultrassonografia, exigem cursos específicos. A formação para as terapêuticas com toxina botulínica no campo da Neurorreabilitação, em geral, são de competência de neurologistas, neurologistas infantis e fisiatras que obtêm formações específicas para isso. E, para realizar o tratamento guiado por ultrassom são necessários cursos e formações complementares feitos por esses profissionais.
Não. A ultrassonografia é um procedimento não invasivo, que não causa dor ou incômodo ao paciente. Durante o processo, a área examinada é preparada com a aplicação de uma fina camada de gel, sobre a qual será deslizado um transdutor que irá gerar as imagens que o médico necessita para observar com precisão o comportamento dos grupos musculares onde irá fazer a aplicação da toxina botulínica. As injeções da medicação, entretanto, são feitas da mesma maneira que no tratamento com Botox convencional, gerando para o paciente apenas o leve e momentâneo incômodo da picada da agulha.
  • Possibilidade de realizar o tratamento com Botox mesmo nos casos mais complexos;
  • Menor número de injeções a cada procedimento;
  • Otimização das doses (pois trabalhando no ponto muscular preciso, podemos dosar a quantidade de medicação com muito mais eficiência);
  • Visualização clara das estruturas onde a medicação está sendo aplicada e do comportamento da agulha dentro do músculo;
  • Menor risco de dispersão do medicamento, diminuindo ainda mais as margens de efeitos colaterais.

Tire suas dúvidas