Categorias: DestaquesNotícias

Fazer combinados é o melhor caminho para criar hábitos de estudo

Produzido por
Clínica Vita

Assessoria de Comunicação

Compartilhe

Passar pela fase da volta às aulas com sucesso e sem estresse exige algumas estratégias por parte dos pais.

Este é um período importante para a introjeção de hábitos de estudos que farão toda a diferença no desempenho escolar ao longo do ano.

Porém, as dificuldades e até certa resistência a mudanças fazem parte da natureza humana. O desafio é comum a todos nas primeiras semanas: voltar aos horários de acordar, estabelecer um ritmo de estudo, adaptar-se a novos professores, salas e colegas e assimilar novos conteúdos em cada disciplina. Para ajudar, os pais precisam conhecer algumas estratégias.

Com mais de 20 anos de experiência no assunto, a psicóloga Cássia Denadai salienta que, em geral, as imposições são ineficazes.

“Isso não desenvolve a consciência e costuma gerar agressividade. A imposição deve ser reservada apenas a situações limite, que envolvem riscos”, informa Cássia.

Para a especialista, a rotina de estudo deve ser estabelecida junto com a criança ou o adolescente. Isso inclui, por exemplo, considerar o tempo de descanso e/ou o interesse da criança de assistir uma programação.

Sentindo que participa da decisão, o estudante ficará mais estimulado a cumprir a programação, sem maiores resistências. Traçar “combinados” junto com o estudante é, portanto, o primeiro passo para ganhar o engajamento no programa de estudos.

“Obviamente, umas escorregadelas acontecerão, assim como acontece conosco, apesar de sermos adultos e conhecedores dos nossos compromissos. Quando essas falhas acontecerem, os pais devem conversar com o filho e avaliar os prejuízos que teve em não cumprir com a rotina combinada”, orienta a psicóloga.

Ambiente

A psicóloga Cássia lembra ainda que “o início do ano é apenas um marco para um start, mas os hábitos são adquiridos ao longo do tempo na vida”. Nesse sentido, o ambiente geral em casa faz toda a diferença para o aluno.

Neste processo, a família muitas vezes precisa compreender que o esforço de mudar ou estabelecer meios e espaços propícios ao estudo irá exigir compromissos de todo o grupo.

“O hábito de estudar e de ter disciplina nos estudos são facilmente adquiridos em ambientes onde as pessoas significativas tenham esses comportamentos”, explica Cássia.

Esse modelo positivo no qual a criança irá se espelhar não precisa ser necessariamente o pai o a mãe. Pode ser alguém próximo à família, por exemplo. Mas é importante os pais mostrarem, por sua vez, que também são comprometidos e que respeitam o programa de estudo traçado para a criança.

A neuropsicóloga Marina Alvez ressalta, por sua vez, que educar é um processo que se dá em conjunto entre pais e escola.

“Precisa-se dos professores para fornecer informações pedagógicas e precisa-se dos pais para acompanhar e orientar os filhos. É papel dos pais, portanto, ajudar a criança a estruturar-se para o estudo”, diz.

Estar atento às oportunidades de reforçar positivamente os esforços e iniciativas que o estudante demonstra também é parte importante do processo, de acordo com as especialistas. Elogios, palavras de incentivo, votos de confiança são sempre bem-vindos frente ao empenho do escolar.

Outro ponto crucial é os pais estarem atentos ao momento de pedir ajuda especializada.

“Muitos procuram um especialista quando já não sabem mais o que fazer com a criança, que muitas vezes é taxada de preguiçosa ou indisciplinada, mas pode ter problemas como Dislexia ou Déficit de Atenção, por exemplo. São situações que só um especialista poderá diagnosticar”, alerta Marina Alves.

Produzido por
Clínica Vita

Assessoria de Comunicação

Recentes

Paralisia Cerebral: desafios e principais caminhos terapêuticos

A Paralisia Cerebral apresenta características e necessidades individualizadas, que exigem acompanhamento multidisciplinar e ajustado para cada caso. Veja as abordagens…

4 meses atrás

Como a Neuromodulação tem beneficiado pacientes com diversas condições

A Neuromodulação não invasiva tem ajudado pacientes com as mais diversas condições. O procedimento promove a plasticidade cerebral, através da…

4 meses atrás

Critérios para garantir uma aplicação segura de toxina botulínica

Hoje em dia, quase todo mundo já ouviu falar sobre os benefícios terapêuticos da toxina botulínica. Assim como já ocorreu…

12 meses atrás

Sinais, diagnóstico e tratamento da espasticidade na criança

Agora, uma conversa com pais e familiares. Espasticidade é o nome de um sintoma muito prevalente em crianças com comprometimentos…

1 ano atrás

Toxina botulínica: treinamentos com aulas práticas e estudos de casos na Clínica Vita

Não é por acaso que a Clínica Vita é atualmente o maior serviço privado do país na terapêutica com toxina…

1 ano atrás

Clínica Vita abre suas instalações para treinar médicos na terapêutica com toxina botulínica

Clínica Vita oferece treinamento a médicos de todo o país interessados na terapêutica com toxina botulínica na área neurológica. O…

1 ano atrás