Simone Amorim,
neurofisiologista e neurologista infantil

Nos últimos dois anos, tenho relatado nos meus canais de comunicação e aqui no Blog da Vita uma sequência de cursos e eventos dos quais tenho participado, no exterior e no Brasil, focados especificamente na administração guiada da toxina botulínica, por meio de ultrassonografia. Já falei da técnica e de seus benefícios (para entender esse mecanismo, sugiro a leitura deste link, onde falo em detalhes a esse respeito) e, agora, chegou o momento de anunciar com enorme alegria, após toda essa fase de preparação, a disponibilidade desse serviço aqui na Clínica Vita.

No último texto em que citei o tema aqui no blog, eu dizia: “Nos países desenvolvidos, pelo menos, essa é uma rota definitiva e, aqui no Brasil, o que a gente espera é que haja condições para que essa abordagem se consolide o mais rapidamente possível”. Sendo assim, o nosso sentimento não poderia ser outro senão o de total satisfação em poder colocar essa técnica à disposição dos nossos pacientes assistidos com a terapêutica da toxina botulínica!

TBUS1 Inovações e avanços na terapêutica com toxina botulínica

O aparelho de ultrassonografia para guiar e otimizar as aplicações de toxina botulínica já está em funcionamento na Clínica Vita

Se for para definir em poucas palavras as vantagens da aplicação guiada por ultrassonografia, eu diria: resultados ainda mais efetivos, com menor número de aplicações e maior assertividade.

Quem é paciente ou acompanha pacientes em tratamento pode imaginar o que isso significa. Se o tratamento com a toxina botulínica para os quadros neurológicos já costuma ser um divisor de águas na vida do paciente, a possibilidade de otimizar os ciclos de aplicações é o mais novo patamar alcançado na constante escala de avanços no campo da Neurorreabilitação nesses últimos anos.

Então, apenas para pontuar, relembremos o que temos efetivamente em causa quando pensamos na utilização dessa técnica para as aplicações:

– Menor número de injeções a cada procedimento;
– Otimização das doses (pois trabalhando no ponto muscular preciso, podemos dosar a quantidade de medicação com muito mais eficiência);
– Visualização clara das estruturas onde a medicação está sendo aplicada e do comportamento da agulha dentro do músculo;
– Menor risco de dispersão do medicamento, diminuindo ainda mais as margens de efeitos colaterais.

Nossa jornada no campo da Neurorreabilitação já tem mais de 8 anos, desde a inauguração da clínica. A minha, pessoalmente, pelo menos 15, desde que iniciei meus estudos sobre a aplicação da toxina botulínica nos quadros neurológicos crônicos – bem antes do tema estar na mídia (e na moda).

Olhando essa trajetória, é muito gratificante saber que construímos um serviço de referência, pioneiro em muitos momentos (como no caso da administração da em quadros da Neurologia Infantil e no tratamento da enxaqueca), mas, principalmente, de resultados efetivos e rigor ético durante todo esse percurso.

Nos prepararmos no exterior e também acompanhando outros serviços de referência aqui no Brasil, para dar início a essa nova fase, foi uma etapa importante para chegarmos neste momento certos de que a adição dessa nova metodologia otimizará os resultados que oferecemos a muitos de nossos pacientes.

O aparelho foi instalado no último mês e nos deixou a todos em grande euforia. Mas inovações tecnológicas nada são, se não vierem acrescidas de um propósito genuíno: o de fazer a diferença na (qualidade de) vida dos nossos pacientes. Esse tem sido o nosso norte desde a abertura da Clínica Vita. Tem sido ele que nos impulsiona para a busca de melhorias e aprimoramentos constantes. E será assim, sem jamais perder isso de vista, que comemoraremos cada avanço!