Categorias: DestaquesNotícias

Responda três perguntas para saber se vai tudo bem com a sua voz

Produzido por
Clínica Vita

Assessoria de Comunicação

Compartilhe

Faça-se três perguntas:

1. Sua voz está diferente (rouca, fraca, tensa ou cansada)?

2. Você apresenta rouquidão há mais de 15 dias?

3. A voz melhora quando você fica alguns dias sem falar muito, e piora quando a utiliza de forma intensa?

Ouça-se. E, se responder afirmativamente a qualquer uma das questões, atenção: já é hora de conversar com um especialista.

O breve teste, elaborado e recomendado pela Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia (SBFa), serve para detectar indícios de transtornos vocais que necessitem ser investigados. Isso pode evitar não só o agravamento de quadros que dificultam a comunicação como, principalmente, impedir a progressão de doenças que podem levar a alterações permanentes e até à perda da voz.

Hoje, 16 de abril, Dia Mundial da Voz, é uma data mais do que oportuna para dar atenção a esse aspecto da saúde que, muitas vezes, é colocado em segundo plano ou tratado de forma paliativa. A adoção de alguns hábitos e a educação para o correto emprego da voz são fatores que podem proteger a pessoa do desenvolvimento de patologias.

Na opinião da fonoaudióloga Joyce Fialho, de uma maneira geral, as pessoas ainda não sabem utilizar corretamente a voz, mesmo nas situações mais corriqueiras. Isso gera desgastes desnecessários nas pregas (cordas) vocais. “O problema já começa desde a infância. As crianças falam alto. Na escola, elas gritam o tempo todo com os amiguinhos”, observa.

Conforme dados  divulgados pela SBFa, em determinados grupos profissionais, a incidência de problemas vocais chega a atingir uma média de 25% das pessoas. Professores, atores e comunicadores são profissionais que acabam sendo mais expostas a esses desgastes.

No geral, a estimativa é de que de 5% a 8% da população do país tenha alguma dificuldade vocal que chegue a atrapalhar a comunicação. Entram aí problemas como voz rouca e também sensação de cansaço ou de fazer demasiado esforço ao falar.

Outra grande preocupação ao se estimular as atitudes preventivas está no fato de que a rouquidão também pode ser um sintoma de câncer. A maioria das pessoas que tem ou teve câncer de laringe apresenta problemas com a voz. Portanto, procurar o quanto antes um especialista pode fazer toda a diferença para ampliar as chances de sucesso do tratamento.

Joyce Fialho salienta ainda que “aquelas pessoas que possuem alguma dificuldade, alteração ou estão insatisfeitas com sua qualidade vocal e acreditam que possa aprimorá-la, também devem procurar um fonoaudiólogo. Esse profissional irá avaliar e orientar especificamente cada caso”.

No que apostar para manter a saúde da voz:

  • Ingerir muito líquido (as pregas vocais precisam de hidratação);
  • Procurar falar de maneira audível, mas baixo e devagar;
  • Fazer exercícios regularmente ajudam a desenvolver a capacidade pulmonar, melhorando o desempenho da voz;
  • Uma alimentação saudável também faz toda a diferença para a qualidade da voz. Alguns alimentos são especialmente bons para as pregas vocais. A maçã é conhecida por sua ação adstringente e tonificante da garganta.
  • Para quem trabalha usando a voz, saber respeitar os momentos de repouso da voz é fundamental.

 O que evitar:

  • Gritar;
  • Fumar;
  • Uso de bebidas alcoólicas;
  • Abuso de alimentos gordurosos e derivados de leite (aumentam a secreção na garganta);

 

Produzido por
Clínica Vita

Assessoria de Comunicação

Recentes

Paralisia Cerebral: desafios e principais caminhos terapêuticos

A Paralisia Cerebral apresenta características e necessidades individualizadas, que exigem acompanhamento multidisciplinar e ajustado para cada caso. Veja as abordagens…

9 meses atrás

Como a Neuromodulação tem beneficiado pacientes com diversas condições

A Neuromodulação não invasiva tem ajudado pacientes com as mais diversas condições. O procedimento promove a plasticidade cerebral, através da…

10 meses atrás

Critérios para garantir uma aplicação segura de toxina botulínica

Hoje em dia, quase todo mundo já ouviu falar sobre os benefícios terapêuticos da toxina botulínica. Assim como já ocorreu…

1 ano atrás

Sinais, diagnóstico e tratamento da espasticidade na criança

Agora, uma conversa com pais e familiares. Espasticidade é o nome de um sintoma muito prevalente em crianças com comprometimentos…

1 ano atrás

Toxina botulínica: treinamentos com aulas práticas e estudos de casos na Clínica Vita

Não é por acaso que a Clínica Vita é atualmente o maior serviço privado do país na terapêutica com toxina…

1 ano atrás

Clínica Vita abre suas instalações para treinar médicos na terapêutica com toxina botulínica

Clínica Vita oferece treinamento a médicos de todo o país interessados na terapêutica com toxina botulínica na área neurológica. O…

2 anos atrás